Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

AssessoriaAssessoria
O Governo de Mato Grosso quitou a quarta e última parcela dos repasses do Projeto Político Pedagógico (PPP) - Programa de Desenvolvimento da Escola (PDE), quantia que é destinada à manutenção e execução dos trabalhos nas unidades escolares da rede estadual de ensino. De maneira inédita, a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) ainda realizou um pagamento adicional para que a gestão das unidades se organizem para o próximo ano letivo.
Nesta quarta-feira (27), foram creditados R$ 11,4 milhões nas contas dos Conselhos Deliberativos da Comunidade Escolar (CDCEs) - responsáveis pela administração do recurso. Este ano, o Estado repassou R$ 44 milhões para os conselhos das 763 escolas de Mato Grosso.
O repasse auxilia às escolas nas despesas operacionais. Contudo, as unidades ainda possuem autonomia para gerar outras fontes de receitas, como locação de quadras, cantinas, auditórios, entre outros.
Conforme o secretário de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, de maneira inédita, a Seduc realizou uma complementação extra para que as escolas possam se organizar para o início do ano letivo 2018. A quantia vai ajudar para que as unidades possam realizar a manutenção prévia durante o período de férias, como organizações de limpeza, material, entre outros pequenos reparos.
“Nós sabemos que o ambiente escolar é fundamental para o desenvolvimento dos alunos, bem como o trabalho dos nossos educadores”, afirmou.  
Fonte:  Gustavo Nascimento, repórter da Seduc
Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.