Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Modelo da aeronave (google)
A FAB, Força Aérea Brasileira, através do CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) e Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), mais conhecido como PARA-SAR, assumiu nesse domingo, 10 de dezembro, as buscas ao avião monomotor, modelo Paradise P1, prefixo PU-MMT, que decolou de Colniza para Juara na manhã de sábado, 09 de dezembro, por volta das 10 horas, não chegou ao destino e não deu mais informação.

Mesmo com o reforço da Força Aérea Brasileira, que encaminhou, segundo informações extraoficiais, um avião, aparentando modelo Hércules, que sobrevoou Juara na manhã de domingo, mas não pousou no aeroporto, e um helicóptero, que estão baseados em Alta Floresta, as buscas não avançaram e a aeronave com o piloto Leandro Ferreira Pascoal, a esposa dele, Franciele Riceto Pascoal e o filho do casal, o pequeno Felipe, continua desaparecido.

Os três saíram de Colniza 10 horas da manhã e por volta das 10h30 da manhã de sábado, o piloto fez contato por telefone com a mãe, dizendo que estava passando Juruena, a família foi para o aeroporto esperar e não chegou.

Segundo o irmão do piloto, Fábio Ferreira Pascoal, por volta das 10h30, Leandro entrou em contato por telefone com a mãe dele que mora em Juara, dizendo que estava passando por Juruena, a família foi para o aeroporto esperar, mas a aeronave com a família não chegou.

Na noite de sábado, o Show de Notícias recebeu uma mensagem de um morador da Linha 05, assentamento rural de Juara, que fica na rota onde o avião deveria passar, dizendo que, por volta das 12 horas de sábado, 10, uma aeronave nas cores e modelo semelhantes ao desaparecido, passou voando baixo, depois voltou e não foi mais visto.

O Show de Notícias passou essa informação para a família, que contatou com o morador da região e ele confirmou o que havia encaminhado para nossa redação, no entanto, ainda não foi possível todas as checagens da área.

Na manhã de domingo o tempo foi chuvoso em Juara e não permitiu buscas. Aviões particulares, que no sábado ajudaram nas buscas, recuaram para que a FAB assumisse o comando da operação.

A rota em que o avião pilotado por Leandro Pascoal é de bastante mata fechada, inclusive, passa por cima de uma grande aldeia indígena, que começa na divisa com os municípios de Castanheira, Juína e Juruena e vem próximo aos assentamentos rurais de Juara e possuiu alguns rios.

Quem tiver alguma informação a respeito, deve entrar em contato com Delegacias de Polícia e Polícia Militar da região ou ainda, com o telefone do pai de Leandro, 0 66 – 99955-0938.

Fonte: Show de Notícias - Aparicio Cardozo 


Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.