Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

As vinganças de traições em um relacionamento estão tomando traços tecnológicos. Os traídos estão começando a usar as redes sociais ao seu favor, expondo o companheiro ou companheira infiel. Mais um caso desse tipo de ato foi registrado no Brasil no último domingo (17). Em Maringá, no Paraná, uma mulher procurou a delegacia para acusar o marido de ter colocado fotos íntimas dela no facebook. O homem teria feito isso porque pegou a parceira o traindo com o próprio tio dele. 
A mulher contou para a polícia que estava tendo um caso com o tio do acusado. Quando os dois foram pegos, o ex-marido e a tia começaram a tramar um vingança, utilizando as fotos em que ela aparece nua e seminua, que tinham sido enviadas para o amante. Os dois, primeiro, começaram a compartilhar as imagens com familiares, para envergonhar os dois. Depois, passaram a colocar nas redes sos sociais. 
Porém, o que a mulher reclama é que tudo aconteceu há um ano. Mas, ela decidiu registrar apenas ontem o ocorrido porque o ex-companheiro ainda se sente ofendido e ainda compartilha as fotografias na internet. Por causa disso, a mulher não sabe mais o que fazer para parar de ser exposto. 
Apesar de que parece melhor vazar fotos íntimas ou expor os traidores nas redes sociais, do que contar com a violência, ainda assim o primeiro ato também é um crime. O ato está dentro dos chamados delitos ou crimes de informática, que foram tipificados com a chamada Lei Carolina Dieckmann, ainda em 2012. Para quem não lembra, a atriz da Globo teve fotos íntimas vazadas e pediu punição para os responsáveis. Mas, na época, ainda não existia algo que punia esse tipo de crime. 
Mesmo tendo a lei como um primeiro passo, especialistas garantem que essa legislação ainda é confusa e deixa espaços para uma dupla interpretação. Assim, a defesa do acusado, como o caso acima, pode ter uma vantagem, ainda mais que o homem não conseguiu as imagens invadindo os dispositivos da vítima. 
Fonte:News365
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.