Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O presidente do MDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, afirmou que o governador Pedro Taques (PSDB), que está em seu último ano de mandato, vive em um “reinado de traição”.

Bezerra foi mais além e disse sentir “pena” do momento vivenciado pelo tucano. Segundo o deputado, os principais aliados de Taques se preparam para deixar o Governo.

Ele citou, inclusive, uma conversa recente que o vice-governador Carlos Fávaro (PSD) teve com o senador Wellington Fagundes (PR), demonstrando ter o desejo de governar o Estado.

“Tenho até pena do governador Pedro Taques. Ele está vivendo um reinado de traição. E ele é quem construiu isso. E agora é traição de todo lado, todo mundo abandonando o barco ou querendo abandonar, se preparando para trair”, disse Bezerra.


Tenho até pena do governador Pedro Taques, ele está vivendo um reinando de traição. E ele é quem construiu isso. E agora é traição de todo lado, todo mundo abandonando o barco ou querendo abandonar
“Até o vice-governador parece que está querendo sair para ser candidato pela oposição. Então, é um reinado de traição inédito em Mato Grosso. Sempre há traição. No último ano do Governo, geralmente tem dificuldades, alguns abandonam o barco, mas não uma manada tão grande como tenho visto ultimamente”, afirmou o deputado.

As declarações foram dadas na manhã desta sexta-feira (26), durante entrevista concedida à Rádio Capital FM.

Na ocasião, o Bezerra lembrou ainda que o Governo Taques enfrenta uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa, que teve aval de membros de sua base aliada.

Ainda conforme o deputado, algumas pessoas – as quais ele não citou o nome - já articulam um movimento para afastar Taques do Paiaguás.

“Na Assembleia, a CPI foi aprovada e está em andamento. Isso pode ter efeito logo. Há notícia de que tem um grupo trabalhando para o vice assumir e ser candidato à reeleição. Não sei se tem fundamento, mas vejo que está sendo conversado por algumas pessoas”, disse.

“Então, é uma situação ruim para o Estado, porque ocasiona instabilidade política e administrativa”.

Candidatura da oposição

Por fim, o deputado afirmou que a oposição está construindo um projeto para enfrentar Taques nas urnas.

No entanto, disse que ainda não há uma definição de quem será o candidato do grupo.

“Vários nomes estão sendo trabalhados. Há o Antônio Joaquim, o próprio senador Wellington Fagundes. O certo é que a oposição vai ter candidato a governador. Temos um grupo de 11 partidos, basicamente aqueles que elegeram Emanuel Pinheiro prefeito de Cuiabá”, afirmou.

O grupo, segundo Carlos Bezerra, terá uma reunião para tratar do processo eleitoral logo após o Carnaval.

Fonte: Midia News
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.