Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Os embarques de carne bovina nos 12 meses do ano somaram 1,21 bilhão de toneladas, 12,4% mais que em 2016

   As exportações de carnes in natura do Brasil fecham o ano de 2017 com crescimento. Os embarques de carne bovina nos 12 meses do ano somaram 1,21 bilhão de toneladas, 12,4% mais que as 1,08 bilhão de toneladas de 2016. A receita, de US$ 5,09 bilhões, cresceu 17% ante US$ 4,35 bilhões. Em volume, as vendas de carne de frango in natura ficaram estáveis, em 3,94 milhões toneladas (-0,4%), mas o faturamento registrou alta de 8%, para US$ 6,43 bilhões.
   As exportações de carne suína in natura também foram positivas em receita, com incremento de 9%, para US$ 1,46 bilhão, mas caíram 5,9% em volume, para 590 mil toneladas. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).
   Considerado apenas o mês de dezembro, os resultados também foram positivos para as carnes bovina e suína em relação a igual mês de 2016. Já os embarques da proteína de frango caíram na mesma base de comparação. Em dezembro, o Brasil exportou 108,6 mil toneladas de carne bovina in natura, 24% mais que as 87,3 mil toneladas de dezembro de 2016, mas 7% menos que as 116,2 mil toneladas de novembro último. A receita somou US$ 466,9 milhões, 28% acima dos US$ 365,9 milhões obtidos em dezembro de 2016, mas 6% abaixo do registrado em novembro. O preço médio recebido pelo produto ficou acima do registrado em dezembro de 2016 (+2,5%) e em linha com novembro passado (+0,8%), em US$ 4.300 por tonelada.
   Os embarques de carne de frango in natura somaram 295,6 toneladas, 10% menos ante dezembro de 2016, quando foram embarcadas 326,8 mil toneladas. Na comparação com novembro, houve queda de 1%. O faturamento atingiu US$ 466,5 milhões, 6% abaixo dos US$ 498,6 milhões de mesmo período de 2016 e 5% inferior à receita de novembro. O preço médio da tonelada embarcada, de US$ 1.578, superou em 3,4% o de dezembro de 2016, mas ficou 4,6% abaixo do de novembro último.
   As vendas externas de carne suína in natura totalizaram 43,9 mil toneladas, 2% a mais que as 43 mil toneladas embarcadas em dezembro de 2016, mas 4% abaixo do embarcado em novembro. A receita somou US$ 101,9 milhões, alta de 4% ante os US$ 97,7 milhões registrados no mesmo período de 2016, mas queda de 8% ante o registrado em novembro. No mês passado, o preço médio da tonelada ficou em US$ 2.320,30, 2,2% acima de dezembro de 2016, mas 4% abaixo do registrado em novembro.
Fonte: Estadão
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.