Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


Golpe no WhatsApp oferece passagem aérea gratuita da Azul
Um novo golpe que circula no WhatsApp promete uma passagem aérea da Azulpara quem responder a um pequeno questionário. A mensagem avisa que a promoção tem duração limitada. Ao acessar o link, o site informa que a “promoção de começo de ano” é “válida apenas para hoje”.
Depois de responder às perguntas, o usuário recebe a mensagem: “Parabéns, você foi qualificado a ganhar 1 passagem!”. Para concluir o processo, é preciso compartilhar a mensagem com 25 pessoas no WhatsApp, seguir o passo-a-passo na aba “retirar passagens” e aguardar o envio do brinde em até dois dias por e-mail.
Procurada, a Azul informou que o cupom é falso. “A companhia ressalta que toda e qualquer promoção realizada pela empresa é divulgada somente pelos canais oficiais: perfis nas redes sociais, site e e-mails de relacionamento com o cliente”.
Segundo o analista sênior de segurança da Kaspersky, Fabio Assolini, o resultado deste tipo de golpe pode variar entre consequências inofensivas até a ações que causam prejuízo financeiro. “A vítima pode ser direcionada para um site cheio de propaganda, mas inofensivo. O dono do domínio lucra a partir do número de visitas na página”.
Ainda de acordo com o especialista, há outras possibilidades: pode ser oferecido ao usuário a instalação de um aplicativo, legítimo ou não. Se for um aplicativo conhecido, o criminoso lucra ao promovê-lo.
Se o aplicativo for desconhecido o risco é maior. “Pode ser um código malicioso ou um vírus que infecta o celular. O vírus mais agressivo vai roubar sua senha, capturar número de cartão de crédito e o menos ofensivo vai exibir propaganda enquanto você utiliza o celular”, afirmou Assolini.
Ao concluir o questionário, o usuário também pode ser direcionado a uma página que solicita seu número de celular. “Como o processo é muito rápido, as pessoas preenchem. Ao colocar o número, ela está se inscrevendo em um serviço premium, que cobra semanalmente 3,99 reais ou 4,99 reais. A pessoa só se dá conta quando chegar a fatura ou perceber o saldo menor. O criminoso ganha comissão em cima de cada nova assinatura”.
Segundo Assolini, o tipo de golpe ao qual a pessoa será direcionada depende de vários fatores, inclusive do sistema operacional do celular. “Se você tem um Android, é mais provável que caia em uma página de instalação de aplicativo, porque mais pessoas possuem esse tipo de celular e o criminoso consegue lucrar mais. Se o seu celular é da Apple, na maioria das vezes ele vai te direcionar para a página de inscrições em serviços, porque imaginam que quem possui esse smartphone tem um perfil financeiro melhor”.
Ainda segundo ele, não é possível identificar quantas pessoas já caíram nesse golpe. “Essa técnica engana muita gente, o volume de pessoas que usam WhatsApp no Brasil é muito grande”.
O especialista ainda destacou que o autor desse golpe é o mesmo que promoveu os cupons falsos de desconto do Burger King.
Para se proteger, segundo ele, é necessário desconfiar. “Desconfie mesmo se estiver recebendo a mensagem do seu contato mais confiável e faça uma busca antes, se for verdade a empresa vai divulgar a promoção no site dela”.
 Fonte:Veja.com
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.