Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Foto: Rogério Florentino Pereira
O governador Pedro Taques (PSDB) e o secretário de Segurança Pública (Sesp), Gustavo Garcia, apresentaram na tarde desta quinta-feira (18) os números referentes a estatísticas de crimes em Mato Grosso. O resultado foi uma alta diminuição dos crimes graves, tanto na capital mato-grossense, como em toda a unidade da federação. A taxa de homicídio a cada 100 mil habitantes é de 29,12, uma redução de 10% se comparado com 2016, quando foi de 32,85.
 
Em 2014, ano de Copa do Mundo e quando a segurança estava reforçada por conta do evento, o total de homicídios no Estado era de 1.276, com uma taxa de 39,57 mortos para cada 100 mil habitantes. Em 2017, este tipo de crime caiu para 974, representando o índice de 29,12 para cada 100 mil habitantes.
 
Em Cuiabá, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) registrou 197 homicídios em 2016. Porém, no ano passado, houve uma redução de 28%, fechando em 142. Com isto, a taxa de assassinatos para cada 100 mil habitantes passou de 33,48 para 24,06, o menor dos últimos dez anos.
 
O Executivo também anunciou redução no número dos roubos (25%) e latrocínios (25%). Porém, os furtos tiveram um acréscimo de 3%. Em Cuiabá, foram registrados 9.979 roubos em 2016, reduzindo para 7.090 em 2017. Já os latrocínios (roubo seguido de morte) caíram de 17 para 11.
 
As forças de segurança também apreenderam 2.682 armas em 2017. Chama a atenção também o número de fuzis que foram encontrados, passando de um em 2016 para 15 no ano passado.
 
O governador Pedro Taques (PSDB) destacou o trabalho de todos que integram a segurança pública e comemorou os resultados: “Tivemos um investimento muito grande e para o ano que vem, devemos – no mínimo – igualar a mesma quantidade. Não podemos regredir e precisamos continuar avançando. Peço que comparem estes números com o de gestões anteriores, é muito superior”.
 
Taques ainda destacou a redução no número dos crimes em Várzea Grande: “Antes, a cidade era tida como uma das mais violentas. Em 2016, nós tivemos 123 homicídios e esse número reduziu para 65 no ano passado. Com isso, a taxa de homicídio para cada 100 mil habitantes teve um decréscimo de 45,33 para 23,72 (redução de 47%)”. Os latrocínios caíram de 18 para apenas cinco (redução de 72%).

 Fonte: Wesley Santiago/Olhar direto
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.