Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Cerca de 30 mil contribuintes ainda não transmitiram a declaração mensal, aponta a Sefaz

Foto: Reprodução
Cerca de 30 mil micro e pequenas empresas ainda não transmitiram a Declaração Mensal do Simples Nacional, referente ao faturamento do mês de dezembro de 2017. A Secretaria de Fazenda (Sefaz) alerta que os contribuintes que não apresentarem a declaração e não recolherem os tributos devidos até o dia 22 de janeiro estarão sujeitos à suspensão da inscrição estadual, pagamento de multas e até a exclusão do regime tributário simplificado.
O procedimento também deve ser realizado pelos contribuintes que não tiveram faturamento no período. Atualmente, Mato Grosso possui 46.906 contribuintes obrigados a entregar a declaração por meio do Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (PGDAS-D). Desse total, apenas 25,6% calcularam a tributação no PGDAS-D e estão em dia com a obrigação acessória, o que corresponde a 12.011 micro e pequenas empresas.
Em relação às penalidades, a suspensão da inscrição estadual é imediata ao não cumprimento da obrigação e os contribuintes ficam impedidos de comercializar dentro do território mato-grossense. Já a exclusão do Simples Nacional só é feita nos casos em que a empresa deixe de prestar as informações no PGDAS-D reiteradamente. As multas são aplicadas conforme o artigo 38-A da Lei Complementar nº 123/2006, que prevê a multa mínima de R$ 50,00 para cada mês de referência.
A declaração é transmitida por meio do PGDAS-D, disponibilizado pela Receita Federal no Portal do Simples Nacional. A ferramenta permite que o contribuinte realize o cálculo dos tributos que deve por mês, na forma do Simples Nacional, e imprima o documento de arrecadação (DAS).
De acordo com a pasta fazendária, desde o ano de 2012 as informações prestadas no PGDAS-D têm caráter declaratório, constituindo confissão de dívida. Os dados devem ser submetidos à Receita Federal mensalmente, até o dia 20 do mês subsequente ao da receita, conforme determina o artigo 37 da Resolução do CGSN nº 94/2011. No caso do dia 20 não haver expediente bancário, a Resolução autoriza a prorrogação para o dia útil subsequente.
 Fonte:  Assessoria

Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.