Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Google ImagensGoogle Imagens
 período de proibição da pesca por conta da piracema nos rios de Mato Grosso vai terminar no próximo dia 31 de janeiro. A exemplo da temporada 2016/17, o defeso se deu entre outubro e janeiro, uma época diferente da que se dá na maior parte do Brasil, que vai de novembro a fevereiro.
A secretária executiva do Conselho Estadual de Pesca (Cepesca), Gabriela Priante, explica que a proibição se deu por meio de muitos estudos. O objetivo é manter a proibição com ênfase na fase de maior intensidade reprodutiva dos peixes, principalmente dos migradores, que representam a maioria das capturas tanto pela pesca comercial, quanto a da pesca amadora nos rios que banham o Estado. 
O monitoramento apontou que cerca de 80% dos peixes dos rios do Estado iniciam sua fase de ovulação em outubro; e em média 20% terminam esse período em janeiro, com probabilidade ainda mais baixas entre março e agosto. Foram incluídas na análise mais de 8 mil indivíduos de diferentes espécies das três bacias hidrográficas de Mato Grosso.
Sendo assim, o pescador deve ficar atento para pescar apenas nos rios “estaduais”, aqueles que nascem e desaguam no limites de Mato Grosso. Isto abrange uma região considerável do Pantanal, por exemplo. De acordo com o levantamento do Datafolha de agosto de 2017, Pantanal e Mato Grosso são os destinos favoritos dos pescadores brasileiros. 
Fonte: Nativa News
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.