Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT



O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de Mato Grosso encerrou 2017 com o menor montante em 4 anos, em R$ 69,815 bilhões. A cifra caiu 3,3% em relação ao ano anterior, quando atingiu R$ 72,223 bilhões. A baixa foi influenciada pela redução nos preços de produtos com grande representatividade no VBP, como a soja, cujo valor retraiu 9,64% de um ano para o outro.
A baixa na receita total é resultado de queda tanto nas lavouras quanto na pecuária. A renda com as lavouras, cujo volume representa 79% do VBP, retraiu 2,8% de 2016 para 2017. No ano passado, o faturamento da agricultura atingiu R$ 55,312 bilhões, com queda em relação ao ano anterior, quando somaram R$ 56,910 bilhões. No ano passado, alguns produtos tiveram incremento no VBP, a exemplo do algodão, cujo valor gerado com a venda da fibra subiu de R$ 11,927 bilhões para R$ 14,180 bilhões. A alta no faturamento foi de 18,89% no decorrer de 1 ano.
A cana-de -açúcar é outro produto que teve valorização, com aumento de 36,87% no período. Passou de R$ 1,395 bilhão para R$ 1,910 bilhão. Na contramão dessas culturas, os principais grãos produzidos no Estado apresentaram redução no VBP, em virtude da retração no preço. A maior safra da história de Mato Grosso contou com forte perda no valor de commodities como soja e milho. No caso da soja, que sozinha representa 41% do VBP total de Mato Grosso, a queda chegou a 9% na variação anual, passando de R$ 31,890 bilhões para R$ 28,814 bilhões.
O milho, que é um dos produtos que mais perdeu valor no ano passado, teve o VBP achatado em 12%, embora a safra tenha expandido 59% em volume, passando de 19,097 milhões de toneladas na temporada 2015/2016 para 30,451 milhões (t) na última safra. “Tudo isso só demonstra o que temos dito constantemente. A safra do ano passado não resultou em ganho ao produtor, pois a queda foi acentuada”, comenta o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja/MT), Antônio Galvan.
“O encolhimento no faturamento está levando os produtores, cada vez mais, a recorrerem aos financiamentos para custear a lavoura. Há 3 safras, 40% dos produtores custeavam a produção com recursos próprios. Nesta safra, já são 19%. A desvalorização do produto acaba resultando em inadimplência”, completa Galvan.
A pecuária de Mato Grosso (bovinos, suínos, frango, leite e ovos) também apresentou recuo, de 5,29% no VBP. Foram R$ 14,502 bilhões em 2017 contra R$15,313 bilhões em 2016. De todas as criações, somente a de suínos apresentou alta, que chegou a 11,7%, saindo de R$ 807,065 milhões para R$ 901,533 milhões. A produção de bovinos fechou o ano com queda de 2,15%, saindo de R$ 10,811 bilhões para R$ 10,578 bilhões.
Fonte:A Gazeta (foto: JL Siqueira)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.