Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Segundo os médicos, a Secretaria de Estado de Saúde informa que está aguardando a assinatura de um responsável da empresa, o que ainda não aconteceu.

O atraso no pagamento dos salários dos funcionários pode fazer o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) parar. Os médicos que atuam no sistema, não recebem seus vencimentos desde setembro e ameaçam cruzar os braços.
Os atendentes do Samu são terceirizados e são contratados pela Universal, empresa sediada no Paraná. Os médicos já tentaram contatar a empresa, mas nenhuma resposta a respeito do pagamento dos salários é dada aos funcionários.
Segundo os médicos, a Secretaria de Estado de Saúde informa que está aguardando a assinatura de um responsável da empresa, o que ainda não aconteceu. Com isso, a situação não tem uma perspectiva de resolução nos próximos dias.
Trabalham no Samu atualmente médicos, enfermeiros, auxiliares e socorristas, que realizam atendimentos médicos e urgências em diversas áreas da medicina. O número de plantão do serviço é o 192.
Fonte: FolhaMax
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.