Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Segundo os médicos, a Secretaria de Estado de Saúde informa que está aguardando a assinatura de um responsável da empresa, o que ainda não aconteceu.

O atraso no pagamento dos salários dos funcionários pode fazer o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) parar. Os médicos que atuam no sistema, não recebem seus vencimentos desde setembro e ameaçam cruzar os braços.
Os atendentes do Samu são terceirizados e são contratados pela Universal, empresa sediada no Paraná. Os médicos já tentaram contatar a empresa, mas nenhuma resposta a respeito do pagamento dos salários é dada aos funcionários.
Segundo os médicos, a Secretaria de Estado de Saúde informa que está aguardando a assinatura de um responsável da empresa, o que ainda não aconteceu. Com isso, a situação não tem uma perspectiva de resolução nos próximos dias.
Trabalham no Samu atualmente médicos, enfermeiros, auxiliares e socorristas, que realizam atendimentos médicos e urgências em diversas áreas da medicina. O número de plantão do serviço é o 192.
Fonte: FolhaMax
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.