Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Sema articula ampliação do projeto Rural Sustentável com Reino Unido e BID
Com o objetivo de melhorar a gestão da terra e das florestas na agricultura familiar de Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) cumpriu agenda nesta quinta-feira (25) com os representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Brasília. A reunião tratou da ampliação do projeto Rural Sustentável.
O secretário de Estado de Meio Ambiente, André Baby, explica que a proposta da reunião com a consultora do BID, Luciana Carrijo, esteve centrada no planejamento da recepção pelo Governo do Estado do embaixador do Reino Unido, Vijay Ranjagaran, e de uma comitiva do alto escalão do banco. A agenda está marcada para o dia 06 de fevereiro, em Cuiabá.
“A Sema está atuando como protagonista ao auxiliar o governo a impulsionar este projeto que já está presente em sete estados brasileiros e visa apoiar o pequeno e o médio produtor a ter acesso a novas tecnologias. Vamos tratar com o Reino Unido de investimentos no âmbito da estratégia PCI (Produzir, Conservar e Incluir)”, pontua o gestor.
O Projeto é uma iniciativa conjunta entre BID, a Embaixada Britânica e o Ministério de Agricultura, que visa promover eficiência e sustentabilidade no campo, promovendo assim a conservação da biodiversidade e proteção do clima. A primeira fase teve foco nos biomas Amazônia e Mata Atlântica; e a segunda nos biomas Cerrado e Caatinga. Em Mato Grosso as ações se concentram nos municípios de Alta Floresta, Brasnorte, Cotriguaçu, Juara, Juína, Marcelândia, Nova Canaã do Norte, Querência, Sinop, e Terra Nova do Norte.
“Vamos tratar com a comitiva de autoridades as ações em andamento no Estado e como podemos maximizar nossos esforços voltados à agricultura familiar sustentável, sempre pautados na missão da ONU (Organização das Nações Unidas) que é não deixar ninguém para trás, neste caso, parafraseando o governador Pedro Taques, nenhum mato-grossense para trás. Este é um trabalho em consonância com os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS)”, frisa o secretário André Baby.
Também participou desta reunião em Brasília o assessor chefe da Sema, o advogado Rodrigo Quintana Fernandes. Além da Sema, a Secretaria de Estado Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf) está diretamente ligada ao projeto por se tratar do seu público de atendimento.
Sobre o projeto
Além da meta de redução da pobreza, conservação da biodiversidade e proteção do clima, o Rural Sustentável visa promover a implantação de um projeto de grande escala que possa contribuir para o desenvolvimento do Plano de Agricultura de Baixo Carbono – Plano ABC através do fomento de implantação de tecnologias em propriedades rurais conforme previsto no Projeto Rural Sustentável (BR-X1028).
Os estados inseridos são: Pará, Bahia, Minas Gerais, Rondônia, Mato Grosso (Alta Floresta), Paraná e Rio Grande do Sul. O executor e gestor financeiro é o BID, com cooperação técnica e financiamento do Fundo Internacional para o Clima (International Climate Fund – ICF), Ministério da Agricultura, da Alimentação, da Pesca e dos Assuntos Rurais do Governo Britânico (Defra), tendo como beneficiário o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).
O IABS – Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade foi a instituição selecionada no processo seletivo SPD 16-072 para realizar os serviços de “execução e operacionalização de atividades administrativas e logísticas do projeto Rural Sustentável”.
Fonte:Nativa News
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.