Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Apesar das deficiências estruturais, 16 municípios mato-grossenses subiram às categorias B, C e D no mapa brasileiro do Ministério do Turismo (MTur) e, com isso, vão poder acessar recursos no valor de R$ 400 mil para empreendimentos que possam movimentar o setor.
Um dos municípios que subiu de categoria é Juscimeira (157 km ao Sul de Cuiabá), que ficam em uma região de belas e inúmeras cachoeiras, entre elas a da Prata. 
O prefeito da cidade, Moisés da Farmácia (PSDB), comemorou a notícia e diz que, com a possibilidade de recursos mais volumosos, a ideia é construir um parque no entorno da cachoeira. "Temos alguns balneários de águas terminais privados bem estruturados no município mas no entorno das cachoeiras da Prata, Bispo e Bom Jesus, que são nossas principais quedas d'água, não tem qualquer infra-estrutura", reconhece o prefeito.
Segundo ele, não somente em Juscimeira, mas em todo Mato Grosso, ainda falta muito para atender bem o turista, com bares e restaurantes, hotelaria e sinalização, estradas boas para chegada segura aos locais estratégicos e voos domésticos.
As outras cidades que também subiram de categoria são Nobres, Chapada dos Guimarães, Primavera do Leste, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Campos de Júlio, Confresa, Diamantino, Jauru, Nova Bandeirantes, Paranaíta, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, Sorriso e Santo Antônio do Leverger.
No Brasil, 358 municípios subiram de categoria.
Em Mato Grosso, dos 94 municípios inseridos no Mapa do Turismo, 16 subiram de categoria e 3 desceram.
O Ministério divide os municípios em grupos de A a E.
Os melhores índices no Estado foram nas categorias B e C.
Somente Cuiabá já figura há alguns anos na categoria A, ou seja, possui maior participação na economia do turismo, de acordo com as variáveis consideradas na metodologia.
Na categoria B, o número de municípios saltou de cinco para nove. Na C, o Estado tinha 19 e agora ficou com 25. Na categoria D, o total variou de 63 para 52 e na E de 6 para 7. Apenas 3 municípios desceram de categoria: Canabrava do Norte, Luciara - que é banhada pelo rio Araguaia - e Araguainha.
De acordo com as regras do Ministério do Turismo, somente municípios classificados entre A e D podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico.
Além de atender bem o turista, melhorias de estrutura no setor significam mais empregos.
Fonte: Keka Werneck, repórter do GD

16 cidades de MT sobem no ranking do turismo, Paranaíta e Nova Bandeirantes na lista 16 cidades de MT sobem no ranking do turismo, Paranaíta e Nova Bandeirantes na lista 16 cidades de MT sobem no ranking do turismo, Paranaíta e Nova Bandeirantes na lista
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.