Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro deixou a Penitenciária Central do Estado (PCE) na manhã desta segunda-feira (26). A expectativa era que a saída dele ocorresse às 11h, mas a reportagem do Gazeta Digital se deslocou até a unidade prisional e obteve a informação de que a Justiça antecipou a saída. Agentes da PCE disseram que o comboio com João Arcanjo deixou o presídio por volta das 9h30.
Edson Rodrigues/TJMT
A movimentação agora se concentra no Fórum de Cuiabá, local onde o ex-bicheiro passará por audiência para ficar a par das regras e determinações que terá que seguir.
Depois disso, ele receberá uma tornozeleira eletrônica e poderá sair tranquilamente para sua residência depois de passar 15 anos presos sob acusação de uma série de crimes que vão de homicídio a crimes contra o sistema financeiro.
Acompanhe a movimentação
14h15 - Arcanjo sai do Fórum escondido para fugir da imprensa - Familiares de João Arcanjo começam a deixar o Fórum de Cuiabá dando a entender que o ex-bicheiro já deixou a sala de audiências. Arcanjo não foi visto pelos jornalistas em nenhum momento. Uma agente penitenciária sinalizou para os repórteres que João Arcanjo já foi embora. Ele provavelmente, saiu por alguma porta interna amparado por um forte esquema de segurança que foi montado também para despitar os jornalistas e cinegrafistas que aguardavam no Fórum de Cuiabá.
               
13h10 -  audiência está em andamento e a filha de Arcanjo está presente dentro da sala. O genro do ex-bicheiro por sua vez aguarda na parte externa. Ele conversa com cunhado (filho de Arcanjo) e ambos se abraçam. Veja no vídeo abaixo.
                   
                   
12h56 - Arcanjo vai cobrar dívidas de muita gente
João Vieira

Zaid Arbid, um dos advogados de João Arcanjo
O advogado Zaid Arbid é questionado por jornalistas sobre as dívidas que políticos e empresários que pegavam dinheiro emprestado com ele e não pagaram depois que foi preso. O advogado diz que ele tem direito de receber. 
“Acho que nenhum de nós perdoaria aquilo que tem pra receber. Receber é um direito de todos. Agora, receber além do direito acredito que não ele não vai fazer isso. Não é que ele vai cobrar, ele tem o direito de receber, é diferente. As pessoas podem procurar ele e pagar voluntariametne. Agora se não pagarem voluntariamente é lógico que é um direito dele de cobrar. Veja a declaração no vídeo abaixo.
                  
12h51 - O Ministério Público é contra a liberdade de João Arcanjo. Desde que houve a decisão favorável que concedeu ao preso o direito de progressão para o regime semiaberto, o que significa deixar a cadeia e usar tornozeleira eletrônica, o Ministério Público se opôs. Imediatamente ingressou com recursos junto ao Tribunal de Justiça para derrubar a decisão, mas por enquanto não obteve êxito. Dentre outros argumentos, o MPE alega que Arcanjo pode fugir.
Zaid Arbid rebate essa tese e diz que o Ministério Público delira quando levanta a tese de que se cliente pode fugir de Mato Grosso ou do Brasil
12h40 - Zaid Arbid conversa com os jornalistas e defende Arcanjo como um homem que movimentava o mercado com o aval da sociedade mato-grossense. Ele diz que o sonho de Arcanjo é escrever uma nova história. A página, segundo o advogado, ele [Arcanjo] começa a escrever a partir de hoje. Confira a entrevista abaixo.

 
               
12h36- Zaid Arbid, um dos advogados de João Arcanjo acaba de chegar na sala de audiências. Paulo Fabrinny Medeiros, outro jurista que também integra a banca de defesa do ex-bicheiro já estava no Fórum de Cuiabá. Por enquanto nenhum deles conversou com jornalistas.
12h30 - É grande a movimentação de pessoas no hall da sala de audiências. A filha de Arcanjo está lá dentro
Familiares de Arcanjo estão no Fórum de Cuiabá bem como os advogados do ex-bicheiro. Por enquanto, eles não falaram com a imprensa. Dentre eles estão Kelly Arcanjo Ribeiro Zen, filha de Arcanjo e o esposo dela, Giovani Zen Rodrigues.
Dentre os familiares estão os filhos de Arcanjo. Eles não querem falar com a a imprensa.
            
João Vieira

Familiares de João Arcanjo no Fórum de Cuiabá
Sobre a audiência admonitória, estava prevista para ocorrer às 14h. No entanto, existe possibilidade de ser antecipada.
De acordo com a assessoria de imprensa do Judiciário, o juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 2ª Câmara Criminal de Cuiabá, disse que não vai informar o horário da audiência.
Celly Silva
Vários jornalistas, cinegrafistas e fotógrafos continuam no Fórum da Capital à espera de João Arcanjo, que por enquanto, não foi visto no local.
Mais informações em instantes
Fonte:Celly Silva e Welington Sabino, do GD
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.