Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


O vice-governador do Estado, Carlos Fávaro (PSD), criticou a ação da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) de multar máquinas agrícolas sem nota fiscal em áreas de lavouras no interior de Mato Grosso. O vídeo, que traz apenas a voz de Fávaro coberta com imagens da fiscalização, está sendo divulgado nas redes sociais.

Na gravação, o vice-governador diz que a fiscalização, neste momento de colheita, parece que só tem por objetivo "arrecadar".
“A Secretaria de Estado de Fazenda fazer blitz coibindo, multando, atrapalhando o deslocamento de máquinas de uma propriedade para outra. Neste momento, é um Estado que parece que só quer arrecadar e atrapalhar a vida do cidadão”.

“Eu defendo um Estado mínimo, menos atrapalhador, menos burocrático e muito mais eficiente. Eu não posso concordar com um Estado que queira inverter a ordem das coisas, um Estado que queira atrapalhar o desenvolvimento a todo preço. Nunca defenderei a ilegalidade. Nunca defenderei criminosos, em qualquer área”.

“Mas um Estado que tem na força da sua economia a agricultura, a pecuária que alavanca o desenvolvimento, no momento de colheita, no momento de safra, que são mulheres e homens trabalhando dia e noite para gerar oportunidade de emprego e riqueza para esse Estado. Tem o Estado como atrapalhador, eu não posso admitir”. Fávaro disse entender a importância da fiscalização até por uma questão de segurança para proteger o produtor rural.

No entanto, não aceita que as autuações com valores altos ocorram durante o transporte de uma propriedade para outra. “Já falei com o secretário de Fazenda, manifestei minha indignação e pedi a ele que toma providências para que isso seja resolvido mais rápido possível. Mantendo a legalidade, mas não atrapalhando o cidadão de bem, caso ao contrário desanima quem quer trabalhar, desanima quem quer fazer a riqueza desse Estado de acontecer”.

Fonte:THAÍZA ASSUNÇÃO MIDIA NEWS

Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.