Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Vigilância Epidemiológica descarta caso de febre amarela em Mato Grosso
A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso, por meio de Nota Informativa da Vigilância Epidemiológica esclarece sobre a recente divulgação por parte do Ministério da Saúde do registro de um caso de febre amarela em humano no Estado. Confira a íntegra da Nota Informativa.
NOTA INFORMATIVA
ASSUNTO: Caso de febre Amarela notificada em 2016 em MT
A Secretaria de Estado da Saúde do Mato Grosso informa que a notificação de febre amarela que consta no Sinam em 2016, referente ao paciente J.O.P. de 70 anos do município de Comodoro foi indevidamente confirmada.
O paciente esteve em viagem no estado de Minas Gerais e após 30 dias de seu retorno os sintomas iniciaram, procurou atendimento médico no referido município. Diante dos sintomas apresentados pelo paciente houve várias suspeitas e para confirmação foram coletadas amostras para os seguintes exames: Hantavírus, Arbovírus, Histoplasmose, Aspergilose, Leptospirose e Febre Mayaro. O paciente ficou hospitalizado recebendo atendimento e antes que fossem processados todos os exames o mesmo veio a óbito.
Dentre os exames realizados o único que apresentou resultado positivo foi o de Arbovírus com agente etiológico Flavivírus (Req. nº 150107000284 do GAL- gerenciador de Ambiente laboratorial-mt.gov.br). Com esse resultado positivo a amostra foi testada especificamente para Febre amarela IgM (Req. nº 150107000284 do GAL- gerenciador de Ambiente laboratorial-mt.gov.br) e o resultado foi recebido no dia 09/01/2017 como Não Reagente.
Assim sendo a área técnica da SES entrou em contato com o ERS de Pontes Lacerda e com o município de Comodoro informando o resultado e orientando que a ficha fosse descartada do Sistema de Informação- SINAN e no dia 25/04/2017 as informações foram repassadas ao Ministério da Saúde no e-mail do COES (Controle de Operações Emergenciais em Saúde).
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.