Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A resposta do religioso vem após a circulação de um áudio em grupos do WhatsApp

Repórter em Ação

Dom Neri durante celebração.
Dom Neri durante celebração.

O áudio de quase três minutos, de um cidadão até então não identificado, vem circulando em grupos do WhatsApp, nele, o autor da gravação faz insinuações de que o bispo da Diocese de Juína Neri José Tondello, estaria convocando com extrema urgência reuniões políticas na região, com intuito, segundo a gravação, de apoiar um candidato a deputado estadual pelo PT.
“Então povo juinense, tirando os petistas de carteirinha, eu acho que deve ficar de olho aberto com lideranças religiosas envolvidas em política, onde tá faltando muita obra social por parte dessas igrejas, esses líderes estão envolvidos diretamente na política, eu acho que o bispo tinha que cuidar da igreja católica, dos fiéis, e fazer às obras sociais da cidade. Ele faz, mas não pode estar envolvendo tanto em política”, diz parte do áudio.
A gravação ainda faz duras críticas. “Isso não é função de um bispo cuidar e ficar envolvido com uma sigla partidária, ideologia de esquerda, já que o PT defende aí tantas questões que vão contra a bíblia sagrada. O bispo merece sim um voto de repúdio por ele estar tão envolvido com o PT, que está voltado mais para uma facção criminosa do que um partido político”, completa a gravação.
Procurado pelo Repórter em Ação, Dom Neri negou veementemente às acusações. “O que diz no áudio não confere. Sei o meu lugar. Fui professor de ética. O assunto de segunda-feira decorre exatamente por conta dos problemas ambientais, e o que podemos fazer junto com medidas educativas para melhorar a realidade neste setor”, explica Tondello.
Ainda de acordo com o bispo, a reunião que acontecerá na segunda-feira (dia 19), na qual foi convidado, foi convocada pelo sindicato que representa o setor madeireiro (SIMNO), CIPEM Cuiabá e contará com a participação do IBAMA. Antes de debater às questões ambientais, prefeitos se reunirão para discutir a saúde pública.
O religioso ainda afirma jamais ter sido filiado a algum partido político e que no encontro com os prefeitos, um dos temas será a saúde. “As reuniões com os prefeitos acontecem a mais de um ano e meio. Fui convidado para participar em vista do episódio de Guariba”, justifica.
Dom Neri é um bispo extremamente atuante na região. Juntamente com outras lideranças, tem cobrado entre tantas reinvindicações, a pavimentação asfáltica entre Castanheira e Colniza, tema central que levou a criação da Frente Parlamentar Noroeste (FPN), formada por vereadores de toda região. Em um dos encontros com a presença do governador Pedro Taques, chegou a aparecer acorrentado para chamar atenção da triste realidade em que vivem às famílias desta região, onde enfrentam principalemente, problemas de saúde e de locomoção.
A Igreja Católica de Juína desenvolve inúmeras ações sociais, entre elas; Pastoral da Saúde, proporcionando saúde alternativa a população; Cáritas, responsável pelo acompanhamento de dezenas de famílias carentes; Associação Ministério Esperança (AME), uma entidade presente nos momentos mais difíceis das famílias, a perda de um ente querido; Oratório que atende crianças e adolescentes; Colégio que é referência na educação; Proporciona ainda ensino a distância de qualidade, entre outras.
Tondello ainda destacou que encaminhará a gravação para o jurídico da Cúria Diocesana para que tome às devidas providências.
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.