Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Há pelo menos dois anos, os integrantes de diversas controladorias internas dos municípios de Mato Grosso estão se queixando de perseguições ora veladas, ora descaradas, principalmente nos municípios de Rondonópolis, Juara, Bom Jesus do Araguaia e Colniza.
Diante das denúncias e do acontecimento no último dia (30/01) em Bom Jesus do Araguaia, onde um controlador interno foi demitido – ou seja, recebeu punição máxima do serviço público por haver “xingado colega de trabalho de bandido” (trecho da decisão) – vários integrantes da carreira se mobilizaram para denunciar os casos de perseguição.
A equipe de reportagem também apurou um outro caso de demissão ilegal de controlador interno no Município de Colíder e fortes indícios de boicote aos controladores nos municípios de Rondonópolis, Juara e Colniza.
De acordo com informações de membros da AUDICOM – Associação dos Auditores e Controladores Internos dos Municípios de Mato Grosso os órgãos de controle externo, como TCE e Ministério Público Estadual já foram acionados para garantir que os controladores internos possam cumprir sua missão institucional prevista na constituição federal. Os controladores têm, entre outras atribuições, a missão de proteger o patrimônio, fiscalizar e combater a corrupção.
Em resposta ao ataque daqueles que tentam boicotar os trabalhos dos Controladores, nesta quarta-feira (07/03), por intermédio do Ministério Público Estadual (MPE/MT), o Poder Judiciário de Mato Grosso determinou a reintegração imediata do controlador interno de Bom Jesus do Araguaia/MT ao quadro municipal. O MPE/MT também instaurou processo para apurar se os gestores municipais praticaram ato de improbidade administrativa na tentativa de perseguir o controlador interno.

Fonte: Pagina News
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.