Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Já pensou organizar uma audiência pública para discutir ações do IBAMA na região e deixar de lado as partes principais?
É isso que parece ter acontecido em Juruena. 
Foto da operação joio do IBAMA em Brasnorte


O vereador Marcos Venicio da Silva, presidente da chamada “Frente Parlamentar Noroeste” (FPN), entidade que congrega a participação de vereadores das Câmaras Municipais da região e criada inicialmente para cobrar agilidade da pavimentação asfáltica na BR-174 entre Castanheira e Colniza, elaborou um convite para autoridades e empresários do setor madeireiro, mas esqueceu de convidar às entidades representantes do setor, que antecipadamente, emitiu uma carta pública enviada a gerência do IBAMA com sede em Juína, onde declaram apoio em todas às operações do órgão que tem como finalidade combater às práticas ilegais nas atividades de exploração madeireira, quando conduzidas respeitando o direito dos produtores.
 
No documento, os presidentes Rafael Mason, do CIPEM; Paulo Augusto Veronese, do SIMNO; e Carlos Torremocha, do SINDILAM, reforçam que se quer foram consultados e que não apoiam a realização da audiência programada para o dia 20 de abril no município de Juruena. Segundo a FPN, o assunto da audiência é “rever a legislação o qual o IBAMA não está dando direitos de defesa aos madeireiros e produtores”, diz um trecho do convite.
 
Mas na carta pública os líderes do setor, “consideram inaceitáveis o uso e o envolvimento da imagem do setor em atividades que não representam o cumprimento da legislação em vigor em todas as suas esferas e instâncias”, finalizam.
 
Assim como os sindicalistas, o IBAMA também não foi convidado para esta audiência.

Fonte: Repórter em Ação
Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.