Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O convite para estabelecimento de parcerias público-privadas para a gestão ambiental no território mato-grossense foi reforçado pelo secretário de Estado de Meio Ambiente, André Baby, durante a abertura do Tropical Forest Alliance (TFA) 2020 realizada nesta segunda-feira em São Paulo. Mato Grosso foi o primeiro Estado subnacional a compor o TFA, adotando ações voluntárias para redução do desmatamento ilegal.
Cerca de 100 líderes globais e regionais de empresas, governos e representantes dos povos indígenas e sociedade civil, se reúnem para estabelecer um esforço coletivo para construir parcerias para fortalecer a contribuição da América Latina na agenda global de desmatamento zero associado à produção de commodities.
Mato Grosso possui mais de 60% do território preservado, um dos fatores que garante o clima favorável para ser um recordista em produção agrícola. Conciliar a preservação ambiental com a produção de alimentos é um desafio que o governo mato-grossense se propôs a abraçar por meio da estratégia Preservar, Conservar e Incluir (PCI). A estratégia apresenta uma série de projetos aptos a receber investimentos nacionais e internacionais para o aprimoramento das cadeias produtivas de Mato Grosso.
“Para reduzir o desmatamento ilegal a zero até 2020 é necessário muito investimento público-privado, pois o desmatamento ainda residual de aproximadamente 1500 km² necessita de ações que vão além de comando e controle, é necessário buscar alternativas econômicas para valorização da floresta em pé. Também precisamos de projetos específicos para as pequenas e médias propriedades”, reforça Baby.
Ele elencou que também é importante recuperar cerca de 2,5 milhões de hectares de pastagem de baixa produtividade, aumentar o manejo sustentável e o número de florestas plantadas de 317 mil para 800 mil hectares. Outro ponto fundamental é empreender no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e seu derivado, o Plano de Regularização Ambiental (PRA), além da implementação de unidades de conservação com os respectivos planos de manejo, regularização fundiária e fiscalização.
Também discursaram na abertura do TFA 2020, o governador do Pará, Simão Jatene, o secretário de Estado do Meio Ambiente de São Paulo, Maurício Brusadin e o embaixador da Noruega no Brasil, Nils Gunneng. Nesta terça-feira (13.03), as lideranças continuam reunidas na capital paulista para identificar oportunidades parcerias e colaboração em seis áreas de atuação prioritária para fortalecer a contribuição da América Latina para a agenda global de desmatamento zero. Também será discutido como integrar tais esforços e ações conjuntas no diálogo em prol da transformação dos sistemas de produção alimentar e uso da terra, em colaboração com o World Economic Forum através do Programa New Vision for Agriculture.
Só Notícias/Agronotícias (foto: assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.