Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Seis mercados, localizados nos municípios de Porto dos Gaúchos e Novo Horizonte do Norte, foram inspecionados durante operação promovida nesta terça-feira pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso em parceria com a Vigilância Sanitária e Polícias Militar e Civil. O objetivo da iniciativa foi verificar eventual venda de carne sem certificação, considerada clandestina, bem como, apurar eventuais ilícitos que possam causar danos à saúde pública.
O promotor de Justiça Marcelo Rodrigues Silva explica que, com relação à comercialização da carne, não foi detectada irregularidade. No entanto, foram localizados produtos fora da data de validade e irregularidades na câmara fria de um dos mercados. Dentro da câmara fria e do congelador havia moscas e oxidação em um dos aparelhos de refrigeração. Havia, ainda, a venda de queijos sem nenhuma rotulagem, constatando que não foram nem sequer inspecionados na sua produção.
Nos próximos dias, o Ministério Público expedirá notificações recomendatórias para adequação e correção das irregularidades verificadas. No que se refere aos produtos encontrados com a data de validade expirada, foram recolhidos das prateleiras e os gerentes dos mercados conduzidos para a Delegacia de Polícia para lavratura do auto de prisão em flagrante. A venda de produtos fora da data de validade é considerado crime.
“A atuação do Ministério Público, em conjunto com a vigilância sanitária e com as Polícias Civil e Militar, garante à população dos Municípios de Porto dos Gaúchos e de Novo Horizonte do Norte que há fiscalização na venda de produtos pelos estabelecimentos comerciais e que qualquer irregularidade será devidamente repreendida”, afirmou o Promotor de Justiça, Marcelo Rodrigues Silva.

Fonte:Só Notícias/Agronotícias (foto: ilustração)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.