Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf) e a organização não-governamental Instituto Centro de Vida (ICV) se uniram para incentivar práticas de produção sustentável na agricultura familiar da região norte de Mato Grosso. Por meio do projeto ‘Redes Socioprodutivas’, nos próximos dois anos a Seaf e o ICV vão atuar junto às associações e cooperativas de agricultura familiar de seis cidades - Alta Floresta, Colniza, Cotriguaçu, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde e Paranaíta - para estimular a expansão de cadeias socioprodutivas sustentáveis.
As atividades do projeto se desenvolverão em duas frentes: uma voltada para a produção de babaçu e castanha-do-Brasil e outra com hortifrutigranjeiros, cacau, café e leite. A intenção é que as regiões abrangidas pelas ações do projeto sejam reconhecidas como territórios de produção agropecuária socialmente inclusiva e livre de desmatamento.
Em reunião nesta segunda-feira (19.03), na sede da Seaf, os integrantes do Instituto Centro de Vida que atuam na coordenação do projeto explicaram a operacionalização do projeto e de que forma a união dos dois órgãos poderá ajudar na promoção de produtos sociobiodiversidade. “Esse estreitamento acontece porque a gente entende que a Seaf tem um papel importante no território onde iremos realizar o projeto e porque a gente quer facilitar a implantação de políticas públicas e até mesmo ajudar o trabalho da secretaria na região”, comentou a diretora adjunta do ICV, Alice Thuault.  
Para a realização do projeto, que tem apoio do Fundo Amazônia, serão investidos cerca de R$ 16 milhões. Ainda de acordo com a diretora adjunta do ICV, o novo projeto dá continuidade ao trabalho realizado pelo Instituto com pequenos produtores rurais no Norte de Mato Grosso. Ela cita como exemplo uma iniciativa chamada ‘Cotriguaçu Sempre Verde’, desenvolvida entre 2011 e 2015, que deu bons resultados no fortalecimento sustentável desenvolvidos pelos pequenos agricultores do município. 
Segundo o superintendente de Agricultura Familiar da Seaf, George Lima, a junção de trabalhos com a Ong vem  somar com os esforços do Governo, que é o de estimular e desenvolver mecanismos que possam fortalecer a produção rural dos pequenos produtores.  “Muitos agricultores têm condições, e precisam só da orientação para potencializar a produção. A união de forças como essa traz conhecimento, permite troca de experiências e ajuda a achar soluções para problemas cotidianos de muitos deles”, acrescenta George Lima.
Além do superintendente de Agricultura Familiar George Lima participaram da reunião os técnicos da Seaf Leonado Vivaldini, Rejane Gusmão, Eduardo Dantas e Renan Braga. Já do ICV participaram também Eriberto Muller, Eduardo Darvin e Ana Luiza Oliveira. 
Fonte: Luciana Cury | Seaf MT
Marcadores: , ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.