Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Quadrilha de MT abastecia tráfico em outros Estados
A Polícia Federal confirmou que traficantes de Mato Grosso eram responsáveis por abastecer o tráfico em outros Estados. Além de Mato Grosso, o bando era composto por criminosos de Tocantins, Maranhão, Minas Gerais e Pará.  A organização criminosa foi desarticulada por meio da Operação Thema, deflagrada na sexta-feira (23). 

A operação da Polícia Federal tinha objetivo de desarticular um grupo criminoso especializado em tráfico de drogas, que agia nos cinco estados. 
Ao todo, foram 47 mandados judiciais, sendo 26 de prisão preventiva e 21 de busca e apreensão. 
Em Mato Grosso ,as ordens foram na cidade de Pontes e Lacerda, Campo Novo do Parecis e Guarantã do Norte. As investigações começaram em 2016. 

O grupo criminoso, que atuava em Paraíso do Tocantins, adquiria a droga de fornecedor de Mato Grosso, que indicava contas bancárias de terceiros para receber os pagamentos. Os criminosos utilizavam laranjas para fazer a movimentação do tráfico. Os compradores também contavam com apoiadores que usavam suas contas bancárias pessoais para pagar aos fornecedores do Mato Grosso. 

A idéia era evitar o rastreamento do dinheiro e a vinculação do ganho ilícito com os reais fornecedores e compradores. 

Cerca de 130 policiais participaram da operação. Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Paraíso do Tocantins. A investigação contou com a colaboração da Polícia Militar do Estado do Tocantins.  Os criminosos devem responder pelos crimes de tráfico interestadual de drogas e sua associação previstos nos artigos 33, 35 e 40, inciso V, da Lei 11.343/06. 

O nome da operação faz referência à etimologia latina da palavra “teima”, pela alusão a atitude de um dos membros da quadrilha que, depois de cumprir pena por tráfico de entorpecentes, “teimou” em voltar às antigas práticas criminosas. 
Fonte:Diário de Cuiaba
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.