Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


Em um jogo de baixo nível técnico, o Corinthians não passou de um empate sem gols com o Vitória na noite desta quarta-feira, no Barradão. O encontro, válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, marcou a estreia da equipe paulista no torneio nacional de mata-mata.
Com o resultado, o Corinthians passa a precisar de um triunfo pelo placar mínimo para eliminar o Vitória em Itaquera sem a necessidade dos pênaltis. O mesmo vale para o clube baiano.
Pelo Campeonato Brasileiro, os dois times jogarão no Independência na próxima rodada. O Corinthians enfrentará o Atlético-MG no domingo, enquanto o Vitória terá o América-MG pela frente na segunda-feira.
Apesar de jogar em casa, o Vitória não se intimidou em ser cauteloso diante do Corinthians, que faz boa temporada. O time visitante ficou mais tempo com a bola no início do jogo, mas sem conseguir ser envolvente no Barradão.
O Corinthians só chamou a atenção aos 21 minutos, quando Ramon cortou um lançamento de Balbuena. Capitão de sua equipe neste meio de semana, Rodriguinho dominou e chutou, buscando o canto. A bola passou perto da meta.
Ainda com dificuldades para ser criativo, o Corinthians cedeu espaços para o Vitória da metade para o final do primeiro tempo. O time baiano tentou aproveitar principalmente com Neílton, mas também não tinha brilho em Salvador.
Nos acréscimos, o Corinthians ainda sofreu uma baixa no seu sistema defensivo. Ralf se machucou e deixou o gramado de maca, chorando. Gabriel substituiu o veterano.
Vitória e Corinthians não melhoraram consideravelmente na segunda etapa, mas pareciam mais dispostos a buscar o gol ao menos. Após ver um cruzamento de Juninho cruzar a sua área, a equipe paulista incomodou com uma conclusão de Fagner, defendida por Caíque.
Esperando mais do Corinthians, Fábio Carille promoveu a segunda alteração do jogo aos 20 minutos. Jadson, em mais uma partida em que deixou a desejar fisicamente, saiu para a entrada de Mateus Vital.
Nos minutos finais, já com Pedro Botelho, Guilherme Costa e Nickson nas vagas de Juninho, Rhayner e Yago, o Vitória procurou acelerar a partida, atrás da obtenção de uma vantagem para o confronto de volta. Carille respondeu com a troca de Clayson por Emerson Sheik. As defesas dos dois times, porém, prevaleceram.


Fonte: Gazeta Esportiva (foto: Mauricia da Matta/EC Vitória/arquivo)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.