Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


O deputado Max Russi, ex-secretário da Casa Civil, fez pronunciamento hoje, na Assembleia, criticando ex-integrantes do governo Taques que, recentemente, assinaram manifesto fazendo duros ataques ao seu governo.  “São pessoas que ficaram três anos e quatro meses no governo. Toda reunião do governador, secretário dizia ‘estamos juntos’, ‘o senhor está indo muito bem’, ‘que maravilha de Governo’. Em todo momento, em todas as reuniões. No final do ano, uma reunião, juras de amor”, afirmou Russi. Ele acusou o ex-vice-governador e ex-secretário de Meio Ambiente, Carlos Fávaro (PSD) de usar a estrutura do governo como carro, avião, assessoria, para se fazer conhecido, e só renunciou ao para disputar o Senado.
“O ex-vice, por exemplo, fez juras de amor ao governador, falou que estariam juntos, que eram companheiros, que o governador estava fazendo muito pelo Estado. Usou de tudo. É como pegar uma laranja: você suga até o bagaço, depois descarta, não serve mais, esse bagaço não ter serventia nenhuma”, atacou.
Em relação a alguns ex-secretários e aliados, Russi classificou a postura como “traição” e “deslealdade”, uma vez que eles também fizeram parte da administração que hoje criticam, informa a Gazeta Digital. “Ou seja, durante três anos e quatro meses o governo era uma maravilha. Agora que se aproxima o processo eleitoral, está chegando eleição, os interesses são outros, os desejos são outros. Aí, aquele que prestava até ontem, hoje já não presta mais. Respeito muito a oposição raiz. A firme e coerente. Que desde o primeiro dia bateu, apontou erros”, concluiu.

Fonte: Redação Só Notícias (foto: Jana Pessôa/arquivo)
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.