Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


O deputado estadual José Domingos Fraga (PSD) depôs, hoje, no GAECO - Grupo de Apoio e Combate ao Crime Organizado sobre o esquema de corrupção e pagamento de propina no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), durante o último governo, investigado na Operação Bereré. Acompanhado do advogado Darlã Ebert Vargas, o deputado não quis falar com a imprensa sobre os R$ 100 mil que é acusado de repassar para o então assessor na Assembleia Legislativa, Jorge Batista da Graça, nos dias 3 e 6 de fevereiro de 2014.

O dinheiro teria sido usado pelo funcionário para quitar despesas de Zé Domingos. As informações foram prestadas pelo próprio Jorge Batista aos promotores do Gaeco. Segundo ele, houve 2 depósitos de R$ 50 mil cada, de cheques emitidos por Claudemir Pereira dos Santos, um dos sócios da Santos Treinamento e Capacitação de Pessoal Ltda, investigada na operação Bereré por suspeita de ser uma empresa fantasma criada para manter contrato com a FDL Serviços de Registro, Cadastro, Informatização e Certificação de Documentos Ltda (atual EIG Mercados Ltda), com o objetivo de lavar a propina que era paga pela FDL a políticos ligados ao Detran.

José Domingos Fraga foi interrogado pelo promotor de justiça César Danilo Ribeiro de Novais por cerca de 1h30. Ao final, foi autorizada a saída do parlamentar pela porta dos fundos, já que ele havia reclamado de ter sido filmado e abordado por jornalistas na entrada.

Outros deputados são investigados e já foram ao GAECO prestar depoimentos também sobre a suspeita de terem recebido propina do esquema envolvendo empresas que prestavam serviços para o Detran - uma delas no lacre de placas. Os deputados Nininho, Romoaldo Junior, Wilson Santos e o ex-deputado federal Pedro Henry e o ex-chefe de Gabinete no Palácio Paiaguás, Silvio Correa ja depuseram. Na lista do MP para depor também estava o deputado Baiano Filho e ex-servidores da Assembleia.

O esquema de corrupção foi denunciado, em delação premiada, pelo ex-presidente do Detran Teodoro Lopes, o Doia, que depois de deixar a autarquia foi secretário de Finanças da prefeitura de Sinop.

Fonte: Só Notícias/Gazeta Digital (foto: arquivo/assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.