Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Foto: Reprodução
Pelo menos 95% da carne bovina do Brasil é produzida em regime de pastagens. A área total é de aproximadamente 167 milhões de hectares.
Vale destacar que na alimentação do rebanho bovino tem surgido grandes avanços, especialmente no melhoramento das pastagens já existentes.
A adoção de capins selecionados e desenvolvidos por meio de pesquisa científica no Centro-Oeste brasileiro, foi uma das coisas que alavancou a capacidade de suporte e também o desempenho dos animais.
As cultivares liberadas, principalmente pela Embrapa, na sua maioria selecionados a partir da variabilidade natural, espelham o sucesso do método utilizado e respondem por mais de 70% do mercado de sementes forrageiras.
Os sistemas de pastejos constituem a forma mais clássica do produtor controlar a alimentação dos seus animais. É importante destacar que existem dois tipos.
O sistema de pastejo continuo que é aquele mais utilizado em função do baixo custo com as instalações. A lista de vantagens incluí a distribuição inteligente de água, cochos, sombreamento e diversos outras ferramentas necessárias para o bom desempenho das pastagens e do pastejo.
É claro que também tem desvantagens como maior seleção de animais que preferem se alimentar das folhas do que os colmos.
Além disso, manter o controle do rebanho também se torna mais trabalhoso porque eles ficam espalhados na área de pastagem que, muitas vezes, pode ser ampla.
FONTE: ASCOM SENAR-MT
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.