Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Invasores são incentivados por advogados da região, e em muitos casos, os invasores já possuem lote destinado pelo INCRA.


Agentes do Ibama e da Gerência de Operações Especiais da Polícia Civil (GOE), realizaram uma ação a pedido do Ministério Público Estadual (MPE), através da Promotoria de Justiça do município de Cotriguaçu (944 km de Cuiabá), com objetivo de deter invasores de uma área de manejo onde ocorre desmatamento ilegal.
 
A ação conjunta resultou na prisão de 4 pessoas, e apreendeu 6 motocicletas, o que leva a crer que outros invasores fugiram do local com a chegada dos agentes. Um dos detidos já responde por homicídio.
 
A área invadida, fica localizada em um conjunto de 5 propriedades contíguas, quatro delas foram identificadas como fazendas Shuster, Berwang, Pau D’Alho e Bianchi.
 
Segundo o chefe regional do Ibama Evandro Selva, às áreas não podem ser desmatadas por serem manejos florestais. “São áreas 100% averbadas, ou seja, sem desmatamento. É importante lembrar que um manejo averbado, tanto o proprietário quanto seus herdeiros, têm que manter a área em floresta. O manejo dessas áreas foi autorizado em 2000-2005, inclusive pelo Ibama, e estava em processo de regeneração e os proprietários tem documentação”, explicou Selva.
 
Dois detalhes chamaram atenção dos agentes, o primeiro é que de acordo com os invasores detidos, advogados estariam incentivando essas invasões, e segundo, que muitos invasores já possuem propriedades, inclusive em área de assentamento. "Boa parte dos envolvidos da invasão são do P.A Natal, ou seja, já foram contempladas pelo INCRA com lotes neste assentamento que fica próximo da área invadida", detalhou.
 
Os 4 indivíduos flagrados nesta invasão foram levados para a delegacia e estão detidos.
 
Indicativos de desmatamento no Mato Grosso, segundo o Ibama, tiveram aumento de 20% de agosto de 2017 a abril de 2018 comparado com mesmo período anterior. No noroeste a grilagem de terras tem sido um dos “motores” do desmatamento.
 
 Fonte: Por: Repórter em Ação

Marcadores: , ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.