Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O agente penitenciário de Mato Grosso, R.B.F.D, de 43 anos, lotado na cidade de Barra do Garças (515 km de Cuiabá) é acusado de assassinar a esposa com seis tiros, na cidade de Formosa (GO). Segundo informações, o suspeito não aceitava o término do relacionamento e por isso cometeu o feminicídio. 
Conforme o filho do agente, a vítima e o suspeito estavam na residência de Márcia Cristina Fernandes da Silva, de 37 anos, quando começaram a discutir. O jovem disse que quando entrou em seu quarto, ouviu diversos tiros.
Ao voltar, ele viu a mulher ferida com seis tiros e ouviu o seu pai dizendo que havia feito uma besteira. Logo após o crime, o suspeito fugiu.
Policiais militares da cidade foram até o local e viram a vítima ferida com dois tiros no ombro esquerdo, três no ombro direito e um na boca. Eles acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas quando os socorristas chegaram na casa, Márcia já estava morta.
O corpo dela foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade. 
O suspeito é natural de Brasília e já trabalhou no presídio de Água Boa (730 km de Cuiabá). Ele estava lotado na cadeia de Barra do Garças e prestou serviço recentemente na Penitenciária Central do Estado (PCE) em Cuiabá.
O caso será investigado pela Polícia Civil.
O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindspen), João Batista lamentou o fato e afirmou que o agente é um excelente profissional.
“Nós lamentamos o fato, pois é uma família que se destrói. Ele é um excelente profissional com uma ficha excelente. Esteve por 20 dias a frente da Penitenciária Central do Estado (PCE), durante o período mais crítico. Nesse período, ele passou por muito stress muito junto dos outros servidores para poder manter a segurança da unidade devido as rebeliões e motins. Lamentamos o ocorrido", disse ao HiperNotícias.
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.