Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Ex-deputado Ademir Brunetto pode voltar para a AL
Preso e afastado do cargo na Operação Bônus (2ª fase da Operação Bereré), o deputado estadual Mauro Savi (DEM) pode ser substituído por Ademir Brunetto (PT), eleito segundo suplente na coligação PT, MDB, PR, PCdoB e Pros, que garantiu a eleição de oito parlamentares em 2014, sendo eles: Savi, Sebastião Rezende (PSC), Romoaldo Júnior (MDB), Baiano Filho (PSDB), Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), Emanuel Pinheiro (MDB) - hoje prefeito de Cuiabá -, Wagner Ramos (PSD) e Silvano Amaral (MDB) – que entrou pela média, com o apoio de 15.311 eleitores.
Na ocasião, Savi se sagrou campeão de votos, entre todos os concorrentes, ao obter 55.233 votos.
Brunetto, por sua vez, tem base eleitoral em Alta Floresta e não conseguiu se reeleger em 2014, quando recebeu 14.708 votos. Ficou na 2ª suplência, atrás de Allan Kardec (14.858 votos), que se efetivou na vaga deixada por Emanuel, eleito prefeito em 2016.
No quarto mandato na Assembleia - já tendo sido filiado ao PPS, PR, PSB e, agora DEM - Savi chegou ao topo da carreira como parlamentar, sendo um dos mais influentes. E, agora, às vésperas de novo processo eleitoral, quando buscará à reeleição, se vê num verdadeiro inferno astral, sendo alvo de investigações que mancham a sua imagem perante o eleitorado.
Antes de entrar no Legislativo estadual, em 2002, foi vereador de Sorriso por dois mandatos. Foi o primeiro da cidade-pólo a se tornar deputado. Depois, também se elegeu Zé Domingos Fraga (PSD). Por ironia do destino, ambos tiveram os nomes envolvidos em escândalos. Domingos foi filmado supostamente recebendo propina na Gestão Silval Barbosa. 
Prisão
Savi foi preso na manhã desta quarta (9), em ação que investiga suposto esquema que teria desviado, ao menos, R$ 27,7 milhões do erário, por meio da fraude em licitação e pagamento de propina no Detran. Ele é apontado como líder da organização criminosa. Segundo o Gaeco, mandava e desmandava na autarquia. Afinal, tinha ligação umbilical com o ex-presidente Teodoro Moreira Lopes, o Dóia - que se tornou delator do esquema.
Convocação
Ademir Brunetto só deve ser convocado após a Assembleia ser notificada da prisão de Savi. Sua permanência no Legislativo dependerá de quanto tempo o democrata vai ficar afastado. Além do mais, caberá aos deputados, membros da Comissão de Ética, emitir um parecer quanto a continuídade ou não da prisão do do parlamentar.
A situação é similar a do deputado Gilmar Fabris (PSD), preso na Operação Malebolge, em setembro do ano passado.
 RDnews
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.