Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Os pré-candidatos a governador Otaviano Pivetta (PDT) e Dilceu Rossato (PSL), que são amigos de longa data, decidiram caminhar juntos nas eleições de 2018. Um dos dois abrirá mão de participar da disputa eleitoral e o recuo do projeto político será anunciado até a próxima segunda (11).
A decisão foi tomada neste dia (5), durante reunião realizada na residência de Pivetta, com a presença dos dois pré-candidatos ao governo. O anúncio de quem abrirá mão da disputa depende apenas da conclusão das avaliações sobre a conjuntura eleitoral e consultas a possíveis aliados.
Segundo Pivetta, Rossato fez excelentes gestões como prefeito de Sorriso. Por isso, o considera fundamental para o sucesso do seu futuro governo.
“Estou certo que vou disputar o Governo do Estado e preciso montar uma equipe com quadros como Dilceu Rossato, que tem capacidade política e técnica para mobilizar prefeitos e produtores rurais em busca de melhorais para Mato Grosso”, afirma Pivetta ao .
Para Pivetta, Rossato seria um excelente secretário estadual de Infraestrutura e Logística. Uma das missões, seria buscar estabelecer parcerias com o setor produtivo para construção de rodovias.
“Rossato já mostrou que é capaz. Com parcerias com o setor produtivo, é possível construir estradas pagando R$ 200 mil por quilometro. O governo paga R$ 1,2 milhão. Precisamos corrigir essas coisas”, completa Pivetta, que é ex-prefeito de Lucas do Rio Verde.
Já Rossato não se mostra mais tão animado para concorrer a governador. Apesar de evitar falar em recuo, a tendência é que anuncie apoio a Pivetta.
Ocorre que o presidente do PSL do presidenciável Jair Bolsonaro em Mato Grosso, deputado federal Victório Galli, já declarou que a pré-candidatura de Rossato não decolou. Além disso, admitiu que a sigla já busca um Plano B e está dialogando com outros postulantes à chefia do Executivo estadual.
“Estamos debatendo. Um de nós vai recuar para apoiar o outro. A decisão final será tomada no final de semana. Mato Grosso precisa de unidade e desprendimento”, pontuou o ex-prefeito de Sorriso.
Além de Pivetta e Rossato, outros três nomes estão se colocando para a disputa pelo governo. O governador Pedro Taques (PSDB) pretende buscar a reeleição e o senador Wellington Fagundes (PR) se organiza para enfrentá-lo. Já o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) deve anunciar se concorre ou não após o dia 10, quando retorna da China, onde foi concluir negociações com credores do seu grupo empresarial.
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.