Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Policiais resgatam criança indígena enterrada viva; veja vídeo
A Polícia Militar de Canarana (838 km de Cuiabá) resgatou na noite desta terça-feira (5) um bebê recém-nascido da etnia Kamayurá que havia sido enterrado vivo pela própria avó, com o consentimento da mãe.
Segundo o boletim de ocorrência, o episódio aconteceu por volta das 16h e a criança foi resgatada por volta das 21h, ainda com vida e chorando. Um vídeo divulgado pela polícia mostra o momento da ação para retirar a menina debaixo da terra (veja abaixo).
A menina foi encaminhada ao Hospital Regional de Água Boa – cidade mais próxima – e seu quadro de saúde é considerado estável. Ela foi diagnosticada apenas com insuficiência respiratória.
A reportagem do MidiaNews conseguiu conversar com um dos policiais militares que participaram do resgate, o major João Paulo. Ele descreveu o resultado da ação como “um milagre”.
Segundo ele, a equipe chegou ao local do fato por volta das 20h, em razão de uma denúncia anônima.  A avó, que é indígena da etnia Kamayurá, confirmou ter enterrado o bebê, mas alegou que a menina havia nascido prematura e morta.
“Foi um milagre para todos nós policiais que estávamos lá. Todos ficaram estarrecidos na hora. Nós acreditávamos que a criança estava morta, até pelo tempo que havia se passado. Então acionamos a Polícia Civil e, depois que a avó confirmou que havia enterrado a criança no fundo da residência, nós começamos a cavar”, disse.
Segundo o Major, o grupo começou a cavar com mais força após o primeiro sinal de vida da criança, para tentar socorrê-la o mais rápido possível. “Começamos a cavar onde a avó apontou e, para nossa surpresa, ouvimos o choro da criança e continuamos a cavar mais rápido para retirar a criança e levá-la diretamente ao hospital”, contou.
Participaram do resgate, além do Major João Paulo, os sargentos Oliveira e Fernandes, o soldado Henrique e mais dois investigadores da Polícia Civil. A avó da criança foi presa e a mãe, que tem 15 anos, foi apreendida. Ambas foram encaminhadas à delegacia de Polícia Civil.
 FONTE: MidiaNews
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.