Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Apesar de declarar neutralidade quando ao seu apoio ao cargo de governador, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), defende o projeto do deputado federal Adilton Sachetti (PRB) ao Senado, incentivando a troca de alianças.


Alan Cosme/HiperNoticias
emanuel pinheiro
 Prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) declarou apoio ao Sachetti
Até a manhã desta quinta-feira (26), Sachetti estava na chapa do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), mas abandonou a aliança. Com o rompimento, começou a estudar a possibilidade de migrar para o palanque do senador Wellington Fagundes (PR) ou lançar uma chapa sozinho, uma vez que as vagas para Senado estão sendo ocupadas por Jayme Campos (DEM) e Carlos Fávaro (PSD).

“É possível a construção. Há um desejo nosso de que possa somar e fortalecer a chapa do senador Wellington com nomes de peso como é o caso do deputado Adilton Sachetti. E, inclusive, ele ser um dos candidatos ao Senado da República nas duas vagas que teremos”, comentou.

O prefeito preferiu deixar a definição a cargo de Fagundes, por ser o responsável por todas as articulações, se limitando a elogiar Sachetti.

“Quem lidera esse processo é o candidato, o senador Wellington. Mas, todos nós queremos essa composição e entendemos que Adilton tem estatura política para poder pleitear uma vaga de Senado na coligação”, afirmou.

Há duas semanas, o ministro da agricultura, Blairo Maggi (PP), reforçou sua amizade com o deputado federal e ex-prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti, declarando apoio para torná-lo um dos senadores de Mato Grosso.

Em relação à vaga de vice-governador na chapa do PR, Emanuel afirma que não faltam opções na aliança, elencando nomes como Maria Lúcia Cavalli Neder (PCdoB), Margereth Buzetti (PP), José Medeiros (Podemos), Chico Galindo (PTB), Neri Geller (PP) e Serys Slhessarenko (PRB).
Fonte:Hiper Noticia
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.