Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Armas ainda não foram recuperadas e estão com comparsas do bando

Foto: Divulgação





Dois integrantes do grupo criminoso que roubou três armas de fogo de policiais civis, na cidade de Juruena (880 km a Noroeste) foram presos em flagrante, nesta segunda-feira (30.07), em ação integrada da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Gerência de Operações Especiais (GOE) e Regional de Juína. Os suspeitos, Ednilson Cândido dos Santos (reeducando da Penitenciária Central do Estado) e Elizeu da Cruz Nascimento, foram autuados pelo roubo majorado, praticado contra investigadores de Juína, na noite de sábado (28.07).
Os dois suspeitos foram identificados a partir da prisão em flagrante de Altair da Silva, morador de Juruena, que confessou ter dado apoio logístico aos membros da associação criminosa que planejavam furtar uma agência bancária na cidade. Altair da Silva confessou ter sido cooptado pelo presidiário, Ednilson Cândido dos Santos, que de dentro da PCE articulou e forneceu meios para o cometimento do crime na cidade de Juruena.
O suspeito, Altair, também reconheceu o suspeito Elizeu da Cruz Nascimento, que teve a Carteira de Habilitação (CNH) encontrada dentro de um dos veículos usados pela associação criminosa. Com o objetivo de atrapalhar as investigações, no domingo (29.07), Elizeu e registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia, noticiando falsamente ter perdido o documento.
Em interrogatório, confessou que mentiu ao registrar o boletim de ocorrência, para não ter seu nome envolvido com o crime praticado em Juruena. Os suspeitos foram autuados em flagrante por crimes de associação criminosa, roubo majorado e falsidade Ideológica.
As investigações continuam com o objetivo de recuperar as armas de fogo subtraídas dos investigadores de polícia e prender dos demais integrantes da quadrilha, que já estão identificados.

Fonte: Juina News
Marcadores: , ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.