Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Duas balsas e um empurrador também foram apreendidos. O proprietário da carga foi autuado e deverá pagar uma multa de R$ 908 mil
A equipe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apreendeu 3.000 m³ de toras de madeira nesse sábado (18) no município de Novo Aripuanã, distante a  227 km de Manaus. Duas balsas e um empurrador também foram apreendidos. O proprietário da carga foi autuado e deverá pagar uma multa de R$ 908 mil.
O transporte ilegal foi detectado através de monitoramento dos sistemas oficiais, após investigações da equipe de inteligência da Superintendência do órgão e pela Polícia Federal. A equipe da Operação Seiva Maldita V foi acionada. “Fomos ao lugar averiguar e verificamos que realmente havia irregularidades”, informa o órgão. A operação envolveu seis fiscais do Ibama e doze policiais.
Os agentes do Ibama observaram, durante a abordagem, que os Documentos de Origem Florestal (DOF) estavam inválidos. "Uma tentativa de burlar a fiscalização apresentando DOFs emitidos extemporaneamente", apontou o Ibama por meio de nota. 
Segundo o Ibama, depois da ação o proprietário emitiu a documentação correta. Para transportar cargas de madeiras é necessário o Plano de Manejo licenciado e aprovado, além do Documento de Origem Florestal (DOF). O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) é responsável por emitir a documentação.
Ainda de acordo com o órgão, esse tipo de ocorrência acontece com certa freqüência, por causa do enriquecimento ilícito. “A madeira não tem documentação, sendo assim tem um custo muito pequeno em relação a madeira legalizada. O custo da madeira ilegal é  praticamente somente extração dela da floresta”, relata o órgão. 
Fonte: ACritica.com/ Priscila Rosas
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.