Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O IMEA analisou que um ambiente de competição saudável, com diversas opções para vender seus bovinos é uma das maiores solicitações dos pecuaristas. “Quando tais condições não são plenamente atendidas, é comum o produtor buscar alternativas, sejam elas fora de seus estados ou até do país. Em Mato Grosso, a venda de bovinos para outros estados (prática mais comum) teve seu ápice em 2007, quando 5,28% dos animais do Estado foram abatidos em outras unidades da federação. No entanto, desde então, o cenário se alterou, com novas plantas frigoríficas abrindo, uma melhor infraestrutura do Estado e um controle fiscal mais  rigoroso”, aponta o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária.
“Desta forma, em 2018 (até julho) a participação dos bovinos abatidos fora do Estado é de 1,35%,  menor patamar da série histórica. Este panorama demonstra que atualmente o pecuarista tem optado por  negociar seu animal em Mato Grosso, no entanto, a concentração ainda é uma reclamação recorrente”, acrescenta o instituto.

Fonte:Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.