Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Foto: TV Band de Juína
Nos últimos 30 dias, cinco pessoas da cidade de Juína perderam seus veículos durante negociação em site de vendas, confirmou ao Juína News o delegado de polícia José Carlos Damian.

Veja os casos
F. A. O, contou a polícia em depoimento que havia anunciado a venda de seu veículo Toyota Corolla pela internet, quando um senhor chamado Mauricio disse que uma outra pessoa chamada Gilmar de Souza Pereira iria entrar em contato e que a vítima F.A.O fechasse o negócio tranquilamente, pois Mauricio já ia fazer a transferência do dinheiro para a conta de F.A.O. E dessa forma a vitima confiou, fechou negócio e feita a transferência e ir no cartório reconhecer firma dos documentos do carro, e somente depois de ir até o banco consultar a conta bancária, percebeu que se tratava de um golpe de estelionato.
Ao ser procurado o senhor G.S.P, disse que também sofreu um golpe do senhor Mauricio, onde o mesmo disse que o senhor F.A.O, lhe devia uma quantia em dinheiro e que negociasse com o mesmo pois iria dessa forma descontar a dívida com a primeira vítima. G.S.P depositou uma quantia de R$ 38.000.00 na conta da filha do senhor Mauricio, onde juntos foram com F.A.O, acompanhado de uma senhora cujo veículo estava em nome da mesma e passaram os documentos para o nome da esposa do senhor G.S.P, e fizeram o reconhecimento de firma. Porém após todo o processo de transação de documentos o senhor F.A.O, não queria entregar o carro a G.S.P, alegando que não havia recebido dinheiro algum de Maurício.
Outra vítima foi V. S. M, que anunciou seu veículo um VW Saveiro Cross 1.6 no site de venda da OLX, onde pouco tempo depois apareceu um rapaz por nome de Diego que dizia vir da cidade de Juruena e tinha interesse no carro. Juntos foram até um despachante da cidade e fizeram a transferência do veículo para o nome de Diego, indo também até o cartório do 2º Oficio e reconheceram firma, após feito isso Diego depositou um cheque de R$ 31.000.00 na conta da mãe da vítima, porém na data que era para ser compensado o cheque, o mesmo não tinha fundos.
Desesperado, V.S.M ligou no telefone que Diego havia lhe passado, onde o mesmo atendeu e se comprometeu em ir até o banco resolver o assunto do cheque, sumindo e não atendeu mais o telefone.
A reportagem do site Juína News procurou o delegado de Polícia Civil da cidade de Juína José Carlos Damian que atuou por dois anos na delegacia especializada em estelionatos na capital Cuiabá, que tem uma grande experiência no assunto de estelionato.
O delegado José Carlos Damian falou que infelizmente esse é um fato comum para as pessoas que anunciam seus carros e outros produtos no site OLX, onde o mesmo não é um site que possui segurança, onde pessoas de má índole pesquisam e fazem contatos com os vendedores de uma forma que as mantém refém de um só comprador, onde se negocia e efetua todos os tramites e só depois também a pessoa cai na realidade que foi roubada.
Outro golpe muito comum também é o comprador simular uma ligação para outra pessoa dizendo que o negócio deu certo e pede para a suposta pessoa que estaria do outro lado da linha fazer o depósito na conta do vendedor, e com isso ganha a confiança e conseguem fazer a transferência dos veículos antes mesmo que a pessoa perceba que se tratava de um golpe, e o comprador nesse momento já se encontra longe da cidade onde fechou o negócio.
Sobre a questão das compras com cheques, José Carlos ressaltou que é bastante comum, pessoas perderem cheques e sustar no banco e acontecer de um mal elemento encontrar o cheque e usar o mesmo para negociar.
José Carlos Damian orientou para que as pessoas se atenham bastante ao anunciar veículos em redes sociais e classificou o site OLX como um dos sites mais ‘furados’, e aconselhou que uma vez que a pessoa percebeu que se trata de um golpe, faça imediatamente um boletim de ocorrências como furto qualificado que fica mais fácil introduzir no sistema e possivelmente pode recuperar o veículo posteriormente. Porém antes de fechar qualquer negócio verifique e faça a certificação se o dinheiro realmente está na conta ou não.
O delegado José Carlos disse que tem algumas parcerias com outros estados para resolução de casos como esses que aconteceram na cidade de Juína, onde a pessoa que faz abordagem em quem está vendendo é possuidor de uma boa conversa e transmitem uma falsa confiança as vítimas sendo esse um dos pontos mais forte dos estelionatários.
Fonte: Juína News

Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.