Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


Foto: Divulgação
A família da adolescente Késia Leticia França, de 14 anos, que estava desaparecida há onze dias em Colniza (1.065 quilômetros de Cuiabá), reconheceu o corpo encontrado no lixão da cidade na manhã desta quarta-feira (19) como sendo o da adolescente. A irmã de Késia, Daiane França informou ao Olhar Direto que os pertences estavam junto ao corpo, “Chegando lá vimos que o corpo era dela, ela ainda tinha nos dedos os anéis que ela costumava usar” contou. Um suspeito de cometer o crime foi detido pela Polícia Militar no dia 19 e interrogado, mas negou  qualquer participação no crime. 

A família foi chamada para reconhecer o corpo da adolescente encontrada no lixão da cidade na manhã desta quarta-feira (19). Bastante abalada, a irmã de Késia contou que a família ainda tinha esperanças de encontra-la viva. O corpo foi localizado por um catador de lixos recicláveis que acionou as autoridades. Familiares foram até o local e reconheceram o corpo como sendo da adolescente. Késia estava desaparecida desde o sábado (8), quando saiu de casa para estudar na casa de uma amiga e não retornou. A família divulgou o seu desaparecimento através das redes sociais e aplicativos de mensagem.

A Polícia Civil aguarda a confirmação da Perícia Oficial e Identificação Técnica (POLITEC) com relação a identidade da vítima, pois não foram encontrados documentos junto ao corpo. As causas da morte são estão sendo investigadas pela Policia Judiciaria Civil.
 
Sumiço
 
A mãe de Késia, Suely Silva França, 40 anos, contou ao Olhar Direto que a filha sempre cumpriu os horários combinados, era é a única menina de cinco  irmãos, e que "quando ela dizia que as 18h voltaria para casa, ela de fato voltava". Mas no sábado ela saiu de casa para ir até a casa de uma amiga estudar, não levou documentos, nem mochila, foi somente com a roupa do corpo e no horário combinado para estar em casa, Késia ainda não tinha voltado.
 
A amiga de Késia, que a esperava para estudar, contou que ela teria ligado e dito que iria ver umas roupas na casa de uma mulher não identificada, mas que explicaria tudo assim que chegasse em casa as 18h.
 
Muitas pessoas começaram a ligar, mandar áudio e mensagens afirmando ter visto uma moça muito parecida com Késia em um rodeio que acontecia na cidade. “Uma das pessoas que entrou em contato, informou que a menina estava com um casal e chorava muito, pedia para voltar para casa. Outras dez pessoas também afirmaram que viram ela na cidade”, contou.
 Fonte: Thais Fávaro/Olhardireto
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.