Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Ibama identificou um Plano de Manejo Florestal Sustentável (PMFS) que emitia créditos fictícios de madeira para 13 empresas da região de Sinop, a 503 km de Cuiabá. No pátio da empresa que operava o PMFS, próximo a Porto dos Gaúchos, a 644 km da capital, foram apreendidos 1.211,76 metros cúbicos de madeira em tora e 59,67 metros cúbicos serrados.
A informação foi divulgada na última semana. O responsável pelo empreendimento foi autuado em R$ 782,93 mil por apresentar informação falsa em sistema oficial de controle e manter em depósito madeira não declarada no Sistema do Documento de Origem Florestal (DOF).
Segundo o Ibama, os produtos identificados pelos agentes ambientais excediam a quantidade declarada pelo estabelecimento no Sistema DOF. A fraude foi descoberta na etapa mais recente da Operação Estanque, em que agentes ambientais investigam irregularidades na movimentação, no depósito e na exploração de madeira em Mato Grosso.
Além da responsável pelo Plano de Manejo, outras quatro empresas da região foram autuadas até o momento por irregularidades nos estoques. Os créditos de madeira inseridos de maneira fraudulenta no sistema DOF eram usados para acobertar madeira retirada ilegalmente de áreas protegidas nos municípios mato-grossenses de Marcelândia, Marcelândia, Cláudia, Brasnorte e Sinop.
Em fase anterior da Operação Estanque, agentes do Ibama flagraram uma frente de exploração de madeira em área de reserva legal no Assentamento Keno, localizado entre Cláudia e Marcelândia.
As investigações realizadas na Operação Estanque continuam. Todas as informações serão encaminhadas ao Ministério Público Federal para apuração de responsabilidades no âmbito criminal.
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.