Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Mato Grosso é Estado com mais rodovias boas e ótimas no Centro-Oeste
Mato Grosso é o 1º Estado do Centro-Oeste em estradas estaduais consideradas boas e ótimas. É o que revelou o levantamento da Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgado nesta quarta-feira (17.10). 
O Governo do Estado credita a boa posição no ranking às ações executadas pelo programa Pró-Estradas, e aposta que as condições das rodovias vão continuar melhorando nos próximos anos por conta das concessões de trechos à iniciativa privada.
 A 22ª edição da Pesquisa CNT apontou que Mato Grosso possui índice de 18,7% das estradas estaduais avaliadas como boas e ótimas, ficando atrás somente do Distrito Federal (37,5%). A malha mato-grossense estadual recebeu avaliação melhor que a média do Centro-Oeste (14,9%), e que os estados de Goiás (14,7%) e Mato Grosso do Sul (1,7%).
As ações do programa Pró-Estradas, executadas ao longo da atual gestão, contribuíram para posicionar o Estado nestes importantes quesitos. 
Dados da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) confirmam que foram construídos e reconstruídos 2.600 quilômetros de rodovias em todo o Estado, melhorando consideravelmente a vida da população, que ganhou acesso pavimentado aos municípios, e estimulou o turismo e o escoamento da produção do agronegócio mato-grossense, um dos mais pujantes do Brasil.
“Os números da pesquisa revelam que o planejamento estratégico elaborado e executado pelo Governo de Mato Grosso deu certo e reposicionou nosso Estado para cima em nível nacional”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, destacando que nesta reta final da atual gestão mais obras serão entregues. 
O estudo da CNT abrange toda a extensão da malha pavimentada federal e as principais rodovias estaduais pavimentadas.
Em nível estadual em Mato Grosso, explicou o secretário, pela primeira vez na história um programa de rodovias implantou ações focadas, não somente na pavimentação de acesso aos municípios, mas também na reconstrução e manutenção de rodovias que estavam em avançado estado de deterioração, melhorando a sensação de segurança dos usuários das vias na medida em que se reduziu o número de buracos e melhorou a sinalização rodoviária. 
De olho no futuro
O secretário de Infraestrutura e Logística destacou também as ações realizadas no sentido de concessionar 300 quilômetros de rodovias pavimentadas pelo período de 30 anos, que futuramente vão assegurar uma melhora no ranking nacional de rodovias.
Foram leiloados na Bolsa de Valores B3 (antiga BM&F Bovespa), em São Paulo, dois lotes envolvendo os trechos de 111,9 km da rodovia MT-100 em Alto Araguaia (lote 1) e de 188,2 Km da rodovia MT-320 | MT-208 em Alta Floresta (lote 2).
“O consórcio, que venceu o trecho de Alto Araguaia, já começou a realizar os primeiros trabalhos de recuperação da MT-100. Em breve, após o fim das discussões administrativas envolvendo a disputa do lote 2, vamos autorizar a empresa vencedora a iniciar os trabalhos na MT-320 melhorando a qualidade de vida das pessoas que dependem desta rodovia”, disse. 
Outros dados
Segundo a Pesquisa CNT, a malha pavimentada brasileira continua em condições insatisfatórias, ainda que tenha apresentado uma pequena melhora entre 2017 e 2018. De acordo com o levantamento, 57% dos trechos avaliados apresentaram estado geral com classificação regular, ruim ou péssima. Em 2017, o percentual com algum problema foi de 61,8%. No total, a CNT pesquisou 107.161 km, o que corresponde a toda a malha federal pavimentada e aos principais trechos estaduais, também pavimentados.
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.