Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Palmeiras está na semifinal da Copa Libertadores da América após 17 anos. Nesta quarta-feira, com um show de Dudu, que anotou um golaço e ainda sofreu pênalti para Borja fechar o marcador, o Verdão repetiu o placar de Santiago e venceu novamente o Colo-Colo por 2 a 0, desta vez no Allianz Parque. Agora, o Maior Campeão do Brasil aguarda quem irá avançar no confronto entre Cruzeiro e Boca Juniors para sua primeira disputa de semifinal do torneio sul-americano desde 2001.

O Palmeiras mostrou que conseguiria a classificação desde o primeiro minuto. Não com um futebol de encher os olhos, mas com uma tranquilidade para acalmar os corações. Tendo a vantagem conquistada em Santiago nas mãos, o Verdão não se expôs e aceitou o ritmo lento a partida no início do confronto.

Quando o Colo-Colo tentava deixar o campo defensivo, o Alviverde até subia a marcação com Dudu, Willian e Borja, mas sem pressionar o atleta que tinha a bola. Os visitantes, por sua vez, mantiveram a aposta no sistema com três zagueiros e viram os dois homens de meio-campo serem facilmente engolidos pelo trio central do Palestra.

Trio este que teve posicionamento inédito nesta quarta. Ao contrário do habitual 4-2-3-1, o Maior Campeão do Brasil jogou no 4-4-2 com um losango no meio-campo. Thiago Santos foi o primeiro homem à frente da zaga, Moisés esteve ao lado de Bruno Henrique e Dudu atuou como enganche. O 7 do Palmeiras esteve melhor que o 10 cacique na armação.

Valdívia, que em Santiago teve boa atuação, mas não conseguiu ser decisivo, jogou os primeiros 45 minutos ao lado de Lucas Barrios, quase como atacante. A intenção de tornar o Mago mais efetivo na verdade deixou a equipe chilena ainda menos criativa. E o Palmeiras aceitou o jogo morno, com exceção de Eduardo Pereira Rodrigues.

Como em um despertar pessoal e da equipe, Dudu dominou rebatida adversária e avançou do círculo central até a intermediária, onde pedalou e disparou uma bomba de canhota no ângulo para abrir o placar aos 36 minutos do primeiro tempo. A classificação palestrina ficou ainda mais evidente, mas o jogo ganhou em emoção.

Minutos depois, o Colo-Colo só não empatou por milagre de Weverton, que defendeu chute de Insaurralde à queima-roupa dentro da área. Na volta do intervalo, Héctor Tapia já havia trocado Barroso e Baeza por Felipe Campo e Morales. A entrada de um lateral-direito e um atacante fez os chilenos retomarem uma linha de quatro homens na defesa e Valdívia voltou ao meio-campo.

Mas foi o ‘falso’ armador palmeirense quem seguiu brilhando. Aos seis minutos, Dudu recebeu na esquerda, pedalou para cima da marcação, conseguiu o drible em direção à linha de fundo e foi puxado por Opazo dentro da área. A arbitragem marcou o pênalti e, na cobrança, Borja bateu firme, no alto, para fazer o segundo do Palmeiras. O tento fez o colombiano igualar Morelo na artilharia da Libertadores: são nove bolas nas redes em dez partidas.

O Verdão voltou a assustar aos 24 minutos, quando Bruno Henrique acertou cobrança por cima da barreira, mas a bola explodiu no travessão. Na reta final de partida, Felipão sacou Dudu, Borja e Willian para as entradas de Hyoran, Deyverson e Jean, respectivamente.

O trio ‘reserva’ ainda deu trabalho para o goleiro Orion, mas o placar permaneceu com a segunda vitória palmeirense para cima do Colo-Colo por 2 a 0. Agora, o Palestra aguarda quem avança entre Cruzeiro e Boca Juniors para saber seu primeiro adversário de semifinal de Libertadores desde 2001.

Gazeta Esportiva (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press/arquivo)

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.