Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A Polícia Rodoviária Federal (PRF)  310 quilos de maconha e cocaína, além de skunk e anabolizantes durante a operação de combate ao narcotráfico, realizada nas rodovias do Mato Grosso. Só este ano, a PRF apreendeu, nas cinco rodovias que cortam o Mato Grosso, 3,1 toneladas de maconha, 2,8 toneladas de cocaína, 27 quilos de crack e prendeu 141 pessoas por tráfico de drogas.  
As apreensões de cocaína e seus derivados tiveram um acréscimo de 50% com relação ao ano passado, quando foi tirada de circulação 1,4 tonelada da droga. Em 2017, os policiais apreenderam ainda 3,8 toneladas de maconha, 23Kg de crack e deteve 103 pessoas. 
De acordo o Superintendente da PRF/MT, Aristóteles Cadidé, Mato Grosso faz parte da rota do tráfico em razão de sua posição geográfica, fazendo fronteira com país produtores de entorpecentes, e os bons resultados são consequência de quatro fatores. “A PRF tem investido cada vez mais na capacitação do efetivo, em tecnologias, no trabalho de inteligência policial e na parceria com outras forças de segurança”, explicou. 
A operação foi realizada em Rondonópolis, Poconé, Primavera do Leste e Cáceres. Foram fiscalizados 174 veículos e 226 pessoas. Cerca de 296 quilos de maconha foram tirados de circulação. Só em uma abordagem realizada na última terça (23), na BR-364, em Rondonópolis, foram apreendidos 231Kg da droga e 1,6Kg de skunk que estavam escondidos em um fundo falso na carroceria e nas portas de uma caminhonete. 
Da droga mais apreendida no Estado este ano – a cocaína – foram apreendidos cerca de 14 quilos. Um africano foi detido após os agentes encontrarem, dentro de pacotes de salgadinhos que estavam na mochila dele, 109 pinos do entorpecente durante fiscalização a ônibus na BR-070, em Poconé, no domingo (21). Além do tráfico, os agentes registraram ocorrências de apreensão de dinheiro, anabolizantes, documentos falsos e veículos roubados e adulterados. 
Fonte:Assessoria
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.