Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Município de Colniza é considerado um dos maiores focos de desmatamento ilegal do Estado


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreendeu, em uma madeireira no distrito de Três Fronteiras (Guatá), em Colniza, 2.880 metros cúbicos de madeira ilegal, o equivalente a 140 caminhões carregados.
O Município do Noroeste de Mato Grosso é considerado um dos maiores focos de desmatamento ilegal e a apreensão de madeira em pátio realizada na quinta-feira (25) é a maior dos últimos dez anos.
A sétima fase da Operação Proteger foi conduzida por agentes da Sema Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso, Força Tática e Batalhão da Polícia Militar de Proteção Ambiental. 
Durante a operação, também foram embargadas outras duas madeireiras por atuarem em desconformidade com a licença ou contrariando normas ambientais.
Foram aplicados mais de R$ 1,3 milhão em multas para os três empreendimentos. Para realizar o trabalho, o serviço de inteligência da Sema identificou a movimentação suspeita de créditos de madeira e procedeu na incursão em campo para averiguar as irregularidades. 
“Assumimos em Paris o compromisso de zerar o desmatamento ilegal até 2020. A apreensão realizada em um dos pontos mais críticos de Mato Grosso é fruto de um trabalho constante e estruturante de investimento em fiscalização, integração de sistemas, inteligência, mapeamento da cadeia de custódia da madeira e transparência no setor”, destaca o secretário de Estado de Meio Ambiente André Baby. 
De acordo com o gestor, para atingir as metas definidas em acordos internacionais, a atuação conjunta e transversal dos diversos órgãos do Estado é fundamental para que as ações de combate ao desmatamento ilegal tenham êxito.
Em sete fases, a Operação Proteger, que tem o objetivo de coibir o comércio irregular de madeiras no estado de Mato Grosso, aplicou, ao longo de 2018, mais de 34 milhões de reais em multas e apreendeu cerca de 4.600 metros cúbicos de madeira irregular em pátio. 
“Dessa forma, as operações que visam o controle do comércio ilegal de madeira serão intensificados na região e divergências no comércio de madeira não serão toleradas pela fiscalização”, enfatiza o coordenador de Fiscalização de Flora (CFF) da Sema, Fabiano Bernini. O agente atuou em conjunto mais 15 pessoas na operação realizada em Colniza. 

Fonte: Mídia News

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.