Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

MT empresta R$ 2,9 bilhões via FCO
Mato Grosso lidera o ranking dos estados da região Centro-Oeste, com investimentos de R$ 2,9 bilhões, contratados a partir do Fundo Constitucional de Financiamento (FCO).
No país, cerca de R$ 34,3 bilhões foram injetados na economia brasileira por meio dos Fundos Constitucionais de Financiamento até outubro deste ano. O valor corresponde às operações de crédito realizadas por pequenos, médios e grandes investidores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que recorreram aos Fundos para abrir ou implementar os seus negócios.
O montante é aproximadamente 70% maior em relação ao mesmo período em 2017, quando foram contratados R$ 20,3 bilhões. Os recursos são administrados pelo Ministério da Integração Nacional.
O principal objetivo do FCO é contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região Centro-Oeste, mediante financiamentos direcionados às atividades produtivas, voltados aos setores econômico industrial, agroindustrial, agropecuário, mineral, turístico, comercial e de serviços.
O teto de financiamento é de R$ 30 milhões por tomador, inclusive quando se tratar de grupo empresarial, grupo agropecuário, cooperativa de produção ou associação de produtores rurais. Porém, se o projeto for considerado de alta relevância ou estruturante, a assistência do Fundo pode chegar a R$ 300 milhões. Para empreendedores individuais o teto de financiamento é de R$ 30 mil.
Além de aquecer a economia nas regiões, os recursos geram emprego e renda à população. Os Fundos Constitucionais possibilitam o financiamento de projetos para abertura do próprio negócio, investimentos para expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos gerais relacionados à administração - aluguel, folha de pagamento, despesas com água, energia e telefone. Eles são voltados - prioritariamente - a empreendedores de pequeno e médio porte. Contemplam, inclusive, agricultores familiares por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).
Para o orçamento de 2019, estão previstos R$ 42,4 bilhões em investimentos para setores diversos, inclusive na área de infraestrutura. Os interessados podem procurar, em cada região, uma agência de um dos bancos operadores do crédito: Banco do Nordeste, Banco da Amazônia e, no Centro-Oeste, o Banco do Brasil. As condições para financiamento são bastante facilitadas, com amplo prazo de carência e taxas de juros sempre mais baixas em relação ao mercado.
Nacional
A região Nordeste foi a que mais contratou créditos por meio do Fundo Constitucional (FNE) em 2018. Foram R$ 23,2 bilhões em 479 mil operações, sendo o estado da Bahia o maior contratante: R$ 6,8 bilhões. Logo após, o Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), com R$ 7,9 bilhões em mais de 33 mil financiamentos. O estado do Mato Grosso liderou com investimentos da ordem de R$ 2,9 bilhões. Finalmente, o Fundo Constitucional do Norte (FNO) disponibilizou R$ 3,2 bilhões em 12 mil operações de crédito. Investidores do Pará foram os que mais movimentaram recursos na região, com R$ 962 milhões contratados.
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.