Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Na ocasião, várias lideranças da região reivindicaram a celeridade nas obras de pavimentação da rodovia, considerada fundamental para o escoamento da safra agrícola e o desenvolvimento econômico.

O Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) emitiu hoje ordem bancária no valor de RS 20 milhões para a realização do Plano Básico Ambiental Indígena (PBAI) envolvendo a pavimentação da BR-174 entre Castanheira e Colniza, num total de 272 quilômetros. A informação é do senador Wellington Fagundes (PR-MT), que reforça o cumprimento do acordo feito em Cuiabá, no início do ano, pelo então diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro (hoje Ministro dos Transportes) com lideranças políticas da região.
Na ocasião, várias lideranças da região reivindicaram a celeridade nas obras de pavimentação da rodovia, considerada fundamental para o escoamento da safra agrícola e o desenvolvimento econômico.
A destinação de recursos exclusivos para a realização do PBAI era uma exigência das 11etnias indígenas que estão sob influência da rodovia. "Essas etnias devem ser consultadas sobre a obra a ser realizada. Isso está previsto pela Organização Internacional do Trabalho. É preciso ter o consentimento expresso já que se trata de uma obra de grande impacto", diz o senador, que preside a Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem.
O diretor de Infraestrutura Rodoviária do Dnit, Luiz Antônio Garcia, explica que a obra faz parte do Plano de Aceleração do Crescimento e é objeto de convênio firmado entre a Secretaria de Infraestrutura do Estado e o Dnit. "O componente indígena é fundamental para que seja possível o Licenciamento Ambiental dessa obra e prevê inclusive, a forma de compensação das etnias que serão impactadas pela obra", diz.

Fonte: 24 HORAS NEWS

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.