Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A anemia por deficiência de ferro é considerada um grave problema de saúde pública no Brasil em virtude das altas prevalências e da estreita relação com o desenvolvimento das crianças. No mundo, é considerada a carência nutricional de maior magnitude, destacando-se a elevada prevalência em todos os segmentos sociais, acometendo principalmente crianças menores de dois anos de idade e gestantes.
O PNSF faz parte de uma das estratégias de prevenção da anemia e consiste na suplementação profilática de ferro para todas as crianças de 06 (seis) a 24 (vinte e quatro) meses de idade, gestantes ao iniciarem o pré-natal, independentemente da idade gestacional até o terceiro mês pós-parto, e na suplementação de gestantes com ácido fólico.
A partir de 2013, por meio da publicação da Portaria nº 1.555 de 30 de julho de 2013, que dispõe sobre as normas de financiamento e de execução do Componente Básico da Assistência Farmacêutica no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), os Estados, o Distrito Federal e os Municípios são responsáveis pela seleção, programação, aquisição, armazenamento, controle de estoque e prazos de validade, distribuição e dispensação dos medicamentos e insumos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica, incluídos os medicamentos sulfato ferroso e ácido fólico no PNSF.
É de suma importância que as gestantes façam o pré-natal e compareça a todas as consultas agendadas, este acompanhamento multidisciplinar garante a integridade das condições de saúde da mãe é do bebê.
Em casos de dúvidas procure um profissional da saúde médico/enfermeiro, para esclarecer suas dúvidas. Evite a automedicação informe-se sempre com o seu farmacêutico.
Fonte de pesquisa: egestorab.saude.gov.br
Texto: Rayane Kelen Dornelas (CRF/MT 4830)

Fonte: DN Notícias
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.