Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Brasil abateu, até o final do mês passado, 4,97 milhões de bovinos, crescimento de 9,8%, em relação a 2017 e o maior volume dos últimos quatro anos. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o ano passado foi um dos “mais voláteis da história”. Em contrapartida, 2018 teve um “panorama mais calmo, com os indicadores de oferta e demanda da bovinocultura mais alinhados”.
De acordo com o Imea, apesar dessa pressão da oferta sobre as cotações, “a demanda interna conseguiu absorver essa maior produção de proteína bovina, e o preço médio anual do boi gordo em Mato Grosso variou positivamente 5,13%” no comparativo com 2017. Para os analistas, a recuperação da economia brasileira “foi de extrema importância para a valorização do boi gordo, visto que as exportações mato-grossenses não tiveram um bom desempenho, com o volume de carne bovina enviado para fora do país recuando 0,21% neste ano”.
Ainda segundo o boletim publicado pelo instituto, nesta segunda-feira, “2018 destaca-se como um ano em que a oferta passou por um processo de expansão na bovinocultura de corte, justificada pelo atual momento do ciclo pecuário, no entanto, esse crescimento da produção foi superado pelo consumo interno”.
Só Notícias/Herbert de Souza (foto: arquivo/assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.