Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


Trinta e cinco pessoas participaram do curso sobre secagem de madeira realizado pelo Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (Simno) em parceria com o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem) na última semana, em Juína. A turma foi formada por profissionais da indústria do setor florestal da região noroeste do estado e por alunos do curso Técnico de Meio Ambiente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), campus Juína.
Durante os cinco dias de treinamento, entre os dias 26 e 30 de novembro, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer diferentes processos de secagem, desenvolver uma visão crítica a respeito das operações que realizam na região e, além disso, aprender a empregar de maneira ideal os procedimentos adequados para cada espécie florestal.
O instrutor do curso, Carlos Fleck, avaliou a iniciativa como muito exitosa, principalmente por conta do grande interesse dos alunos. Os que já atuam neste mercado de trabalho obtiveram informações sobre processos que até então desconheciam e que, a partir de agora, poderão colocar em prática nas indústrias, conferindo eficiência e qualidade nos produtos. Já os alunos que tiveram o primeiro contato com o assunto, saíram entusiasmados em trabalhar neste segmento, uma vez que puderam ver a importância de agregar valor de mercado aos produtos florestais. “Tivemos aqui uma turma excepcional. E, como resultado, teremos bons técnicos no mercado de trabalho”, disse Fleck.
Outro ponto que surpreendeu o professor foi a participação feminina. “Foi muito bom perceber que as mulheres também estão avaliando a sua inserção nesse segmento de mercado. Já Capacitei profissionais em outras regiões e isso serviu de motivação para as técnicas que participaram do treinamento aqui em Juína”, revelou Fleck.
O presidente do Simno, Paulo Augusto Veronese, reforçou que uma das missões do Sindicato e do Cipem é oferecer oportunidades para que o setor se desenvolva. “A qualificação dos profissionais que trabalham no setor é fundamental para garantirmos um produto de boa qualidade e que atenda às exigências do mercado, tanto interno quanto externo”, reforçou.
Esta foi apenas a primeira etapa de treinamento, com conteúdo teórico. A parte prática será realizada por Carlos Fleck em 2019, em uma data ainda a ser agendada.

Fonte:Daniela Torezzan – Assessoria de Imprensa Simno
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.