Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


Trinta e cinco pessoas participaram do curso sobre secagem de madeira realizado pelo Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (Simno) em parceria com o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem) na última semana, em Juína. A turma foi formada por profissionais da indústria do setor florestal da região noroeste do estado e por alunos do curso Técnico de Meio Ambiente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), campus Juína.
Durante os cinco dias de treinamento, entre os dias 26 e 30 de novembro, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer diferentes processos de secagem, desenvolver uma visão crítica a respeito das operações que realizam na região e, além disso, aprender a empregar de maneira ideal os procedimentos adequados para cada espécie florestal.
O instrutor do curso, Carlos Fleck, avaliou a iniciativa como muito exitosa, principalmente por conta do grande interesse dos alunos. Os que já atuam neste mercado de trabalho obtiveram informações sobre processos que até então desconheciam e que, a partir de agora, poderão colocar em prática nas indústrias, conferindo eficiência e qualidade nos produtos. Já os alunos que tiveram o primeiro contato com o assunto, saíram entusiasmados em trabalhar neste segmento, uma vez que puderam ver a importância de agregar valor de mercado aos produtos florestais. “Tivemos aqui uma turma excepcional. E, como resultado, teremos bons técnicos no mercado de trabalho”, disse Fleck.
Outro ponto que surpreendeu o professor foi a participação feminina. “Foi muito bom perceber que as mulheres também estão avaliando a sua inserção nesse segmento de mercado. Já Capacitei profissionais em outras regiões e isso serviu de motivação para as técnicas que participaram do treinamento aqui em Juína”, revelou Fleck.
O presidente do Simno, Paulo Augusto Veronese, reforçou que uma das missões do Sindicato e do Cipem é oferecer oportunidades para que o setor se desenvolva. “A qualificação dos profissionais que trabalham no setor é fundamental para garantirmos um produto de boa qualidade e que atenda às exigências do mercado, tanto interno quanto externo”, reforçou.
Esta foi apenas a primeira etapa de treinamento, com conteúdo teórico. A parte prática será realizada por Carlos Fleck em 2019, em uma data ainda a ser agendada.

Fonte:Daniela Torezzan – Assessoria de Imprensa Simno
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.