Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Fórum de Alta Floresta recebe detectores de metal, outras 78 comarcas também são atendidas
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso adquiriu 209 detectores de metal portáteis que irão atender todas as unidades judiciárias da Instituição, incluindo as 79 comarcas do Estado, os juizados especiais e as unidades do 2º Grau.  
Por meio de contratação emergencial, a Administração do presidente Rui Ramos Ribeiro trabalha com a finalidade de complementar as ações de segurança dos magistrados, servidores e usuários do Poder Judiciário, em consonâncias àquelas já empenhadas na segurança institucional.  
As Comarcas de 3ª Entrância receberão quatro detectores de metal cada, compreendendo as Comarcas de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Sorriso e Tangará da Serra.  
Já as Comarcas de 2ª Entrância irão operar com dois detectores cada, o que abrange as Comarcas de Água Boa, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Fórum de Campo Novo do Parecis, Campo Verde, Canarana, Chapada os Guimarães, Colíder, Comodoro, Jaciara, Juara, Juína, Mirassol D´Oeste, Nova Mutum, Nova Xavantina, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, Pontes e Lacerda, Poxoréo, São José do Rio Claro e Vila Rica.  
Por fim, a sede do Tribunal de Justiça, os Juizados Especiais da Capital e comarcas de Entrância Especial (Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Sinop) receberão dois detectores cada, assim como as comarcas de 1ª Entrância, quais sejam: Alto Garças, Alto Taquari, Apiacás, Araputanga, Arenápolis, Aripuanã, Brasnorte, Campinápolis, Claudia, Colniza, Cotriguaçu, Dom Aquino, Feliz Natal, Guarantã do Norte, Guiratinga, Itaúba, Itiquira, Jauru, Juscimeira, Marcelândia, Matupá, Nobres, Nortelândia, Nova Canãa do Norte, Nova Monte Verde, Nova Ubiratã, Novo São Joaquim, Paranaíta, Pedra Preta, Poconé, Porto Alegre do Norte, Porto dos Gaúchos, Porto Esperidião, Querência, Ribeirão Cascalheira, Rio Branco, Rosário Oeste, Santo Antônio do Leverger, São Félix do Araguaia, São José dos Quatro Marcos, Sapezal, Tabaporã, Tapurah, Terra Nova do Norte, Vera e Vila Bela da Santíssima Trindade.  
Conforme destaca o fiscal do contrato de fornecimento dos detectores, tenente coronel Murilo Franco, a distribuição dos equipamentos foi feita com base no estudo da demanda de segurança dos fóruns. A utilização dos detectores, por sua vez, seguirá as normativas da Portaria nº 1247/2018-DGTJ, publicada pelo presidente Rui Ramos Ribeiro em outubro deste ano, com o objetivo de instituir o serviço de controle de acesso do PJMT.   “É um instrumento a mais para incrementar na segurança, que é algo almejado por todos nós, desde os jurisdicionados, aos operadores do Direito e servidores.
Essa medida da Alta Administração vem proporcionar a concretude desse anseio”, pontua o militar.   Com base na demanda de segurança em todas as unidades judiciárias, a administração irá atender cada uma em sua particularidade, de modo que o cidadão, ao acessar o átrio dos fóruns, juizados e TJ, passe pela detecção de metal. Constatada a presença de metal, será solicitado que a pessoa apresente os objetos que dispararam o equipamento e, então, novamente será submetido à detecção.  
Os detectores estão passando pela fase de checagem, conforme estabelece o contrato, e devem ser enviados às comarcas gradativamente a partir das próximas semanas.
Fonte: Mylena Petrucelli - Coordenadoria de Comunicação do TJMT
Marcadores: ,

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.