Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Guarantã do Norte: Policiais militares salvam mulher de suicídio
Uma mulher de 27 anos tentou se matar após uma desavença conjugal na noite de quarta-feira (12.12), em Guarantã do Norte, na frente dos quatro filhos menores. Ela teria aproveitado a ausência do marido e se pendurado em uma corda. As crianças entraram em pânico e os gritos chamaram a atenção dos vizinhos que acionaram o número emergencial 190.
"Salve minha mãe, salve minha mãe", gritavam. A PM da 13ª Cia chegou a tempo no endereço, arrombou a porta e conseguiu salvar a mulher que já estava com o corpo imóvel.
A vítima J.L.A, 27 anos, estava pendurada por uma corda que se encontrava amarrada em uma viga. Com o auxílio de um canivete os militares cortaram a corda e seguraram a mulher colocando-a em lugar seguro, que depois de alguns segundos foi recuperando a consciência.
"Foi uma ocorrência atípica, pelas crianças estarem ali e a gente ver o desespero delas. Assim que colocamos a mulher sobre o sofá, elas correram para nos abraçar", frisou o soldado Elenor Rudenas, que atendia a ocorrência juntamente com o soldado Jhonatan dos Santos.
Rudenas está há quase 8 anos na PMMT, já atendeu situações do tipo, mas em que a pessoa não sobreviveu. No entanto, para ele, esta foi a experiência mais marcante de sua vida, devido as circunstâncias descritas.
Equipes do Corpo de Bombeiros também foram chamadas, assim como o Conselho Tutelar e logo chegou o esposo da vítima.
Ele disse ter se ausentado devido problemas conjugais.
A vítima foi conduzida para o hospital municipal Nossa Senhora do Rosário para receber atendimento médico e o Conselho Tutelar auxiliou as crianças.
Fonte: Eliana Bess | Assessoria/PMMT
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.